06/04/2020

Número de curados de Covid-19 dispara no Brasil e acende a Luz da esperança nos Brasileiros

Segundo informações oficiais divulgadas e atualizadas até a manhã deste sábado, (04/04), o número de pessoas que foram curadas após serem infectadas pelo coronavírus no Brasil chegou a 127.

Até então, os números não traziam muitas expectativas positivas, uma vez que eram muito baixos se comparadas ao número de óbitos que hoje está em 365.

Diante dos 365 óbitos, os 127 curados podem não parecer um número tão expressivo, porém, o que alimenta as esperanças dos brasileiros que saber que a pandemia no Brasil ainda está apenas em sua fase inicial e já registra um percentual de cura de 2%.

Sabemos que o melhor remédio ainda é a prevenção e somente os brasileiros têm o poder de fazer com que esses números fiquem ainda mais animadores.

Fonte  https://esemfoco.com/2020/04/05/numero-de-curados-de-covid-19-dispara-no-brasil-e-acende-a-luz-da-esperanca-nos-brasileiros/

Postado por Antônio Brito 

CPB lança Programa de Acompanhamento aos atletas em quarentena

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) deu início a um Programa de Acompanhamento aos atletas paralímpicos do mais alto rendimento que estão em quarentena devido à pandemia do Covid-19.
 
O projeto será coordenado pelo departamento de Ciência do Esporte do Comitê e visa ajudar aos atletas a estabelecer uma rotina de atividades de treinamento neste período de confinamento, além de oferecer suporte técnico e psicológico. O objetivo é controlar os efeitos do destreinamento (perda de condicionamento) dos atletas enquanto os locais de treino estiverem indisponíveis.

Até então, desde o encerramento das atividades no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, em meados de março, os atletas foram embarcados de volta às suas respectivas cidades e seguiram uma rotina de treino temporária, apenas com orientações dos técnicos e sem um programa sistematizado de atividades e de acompanhamento.

“Os atletas estavam se expondo ao risco de buscarem locais para treinamentos. Com este programa, podem ficar mais tranquilos. O Comitê Paralímpico Brasileiro vai oferecer o apoio neste momento difícil e de muita incerteza que todos temos vivido nos últimos dias. Tão logo a pandemia seja superada, as instalações do nosso CT Paralímpico e demais equipamentos esportivos espalhados pelo país voltarão a ficar disponíveis”, afirma o presidente do CPB, Mizael Conrado.

Neste primeiro momento do projeto, cerca de 80 atletas da natação e atletismo serão contemplados com os conteúdos. Posteriormente, o programa será apresentado às confederações de outras modalidades para auxiliar os demais integrantes da seleção brasileira no planejamento das atividades físicas.

Serão disponibilizadas equipes multidisciplinares do CPB, entre fisiologistas, preparadores físicos, nutricionistas, treinadores e psicólogos, que irão realizar videochamadas de maneira individualizada ou em pequenos grupos, para analisar as possibilidades de cada atleta e apresentar uma agenda de atividades que contemplará treinamentos, dietas nutricionais e sessões de terapia com psicólogos.  

O Programa de Acompanhamento também vai beneficiar os atletas que estavam com alguma lesão, já que haverá atividades voltadas para a recuperação física. O CPB utilizará ainda as redes sociais para palestras e outras atividades de formação por meio de dinâmicas educacionais. Desde a última quinta-feira, dia 2, estão sendo realizadas “lives” no Instagram do CPB com a equipe técnica de natação paralímpica. A ação, que vai ocorrer sempre às segundas e quintas, às 17h, durante o mês de abril, vai abordar temas como fisioterapia, treinamento de classes baixas, nutrição, medicina esportiva, entre outros.

“Este programa fará com que os atletas não se sintam abandonados neste período, além de evitar que sejam elaborados treinos sem nenhuma orientação técnica. Com isso, vamos prevenir lesões e permitir que eles retornem, após a pandemia, com as condições físicas e mentais próximas ao ideal. Neste momento, o ganho de peso é a nossa maior preocupação em relação aos atletas”, explica o diretor técnico do CPB, Alberto Martins.  

ATLETAS


Os atletas paralímpicos citaram o planejamento de treinos específicos e atendimento individualizado para cada um como alguns dos principais benefícios que o Programa de Acompanhamento trará aos participantes. 

“Os atletas vivem realidades muito diferentes. E o projeto foi elaborado pensando nisso. Então, haverá atividades exclusivas para atletas que moram na cidade, no interior e no litoral. Os treinos também serão distintos para quem mora em apartamento ou casa. O fato de individualizar este acompanhamento de acordo com o tipo de isolamento do atleta contribuirá bastante para que mantenhamos em atividade e mais tranquilos com a nossa preparação”, aponta Verônica Hipolito, que compete nos 100m e 200m pela classe T37.

“Essa iniciativa do atleta poder treinar em casa, com os exercícios pré-elaborados com o conhecimento específico para cada situação, será muito importante para este momento e até para o restante das nossas vidas. Agora é colocar esta programação em prática para me manter preparado. Estou feliz com esta nova dinâmica que teremos”, completa o nadador Matheus Reine, da classe S11.
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

Fonte  https://cpb.org.br/noticia/detalhe/2890/cpb-lanca-programa-de-acompanhamento-aos-atletas-em-quarentena

Postado por Antônio Brito 

Bancos processam 2 milhões de pedidos de renegociação de dívidas

Valor chega a R$ 200 bilhões, segundo a Febraban

Os cinco maiores bancos do país – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander – processaram mais de 2 milhões de pedidos de renegociação de dívidas. O valor das negociações chega a R$ 200 bilhões, conforme levantamento parcial divulgado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Nas operações, as instituições deram carência de dois a três meses no vencimento de parcelas em várias linhas, como crédito pessoal, crédito imobiliário, crédito com garantia de imóveis, crédito para aquisição de veículos e capital de giro.

Empresas e pessoas físicas têm reclamado da falta de acesso a essa medida de pausa nos contratos, cobrança de juros referente ao período de prorrogação e dificuldades de contato com os bancos.

Em nota, a Febraban diz que “os bancos estão totalmente sensibilizados com a necessidade de os recursos chegarem rapidamente na ponta e continuarão agindo com foco para que o crédito seja dado nas mãos das pessoas físicas e das empresas”.

“Entendemos a ansiedade de diversos setores, mas é preciso compreender que esse é um processo gradual e complexo, que demanda diversas providências e, em muitos casos, envolvem mudanças regulatórias, a exemplo da linha de liquidez do Banco Central para a compra de Letra Financeira Garantida e a liberação de compulsórios [depósitos que os bancos são obrigados a deixar no Banco Central]”, acrescenta.

Segundo a Febraban, ao contrário do que aconteceu na crise de 2008, desta vez, não há “empoçamento de liquidez” (falta de dinheiro em circulação), “mas sim um aumento substancial nas necessidades por recursos líquidos, o que torna esta crise bem diferente da anterior”. “Além disso, os bancos internacionais cortaram as linhas que dispúnhamos, o que estreitou mais ainda a liquidez do sistema. Mas seguiremos trabalhando, com o Banco Central e governo, para prover liquidez e crédito para quem precisa”, diz a federação.

A Febraban informa que já repactuou “diversas operações com grandes empresas, que demandaram volumes expressivos de recursos, com impactos relevantes sobre a liquidez do setor bancário”.

Pedidos

Caixa: 1 milhão de pedidos em contratos habitacionais, com oferta de R$ 111 bilhões em créditos e carências de até 90 dias.

Bradesco: 635 mil pedidos, que representam 1,036 milhão de contratos.

BB: 200 mil pedidos, em valor equivalente a R$ 60 bilhões.

Santander: 80,9 mil pedidos, em valor equivalente a R$ 11 bilhões.

Itaú: 302,3 mil pedidos, com saldo de R$ 12,1 bilhões e parcelas já prorrogadas em valor financeiro de R$ 679 milhões.

Na linha Caixa Hospitais, foram disponibilizados recursos da ordem de R$ 5 bilhões para 2020.

Folha de pagamento

A Febraban lembrou que os bancos iniciaram hoje a liberação do crédito para financiar a folha de pagamentos de pequenas e médias empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões. A linha de crédito foi criada por meio de linha provisória, com liberação de R$ 40 bilhões.

Edição: Maria Claudia

Fonte  https://agenciabrasil.ebc.com.br/

Postado por Antônio Brito 

Após grave acidente, vocalista do Sampa Crew volta a cantar contrariando médicos

No começo deste ano, noticiamos a evolução do vocalista Ricardo Anthony, 46 anos, da banda Sampa Crew, ao ser cuidado com muito amor pela esposa Brun
na Fernandes.

Em agosto do ano passado, Ricardo e integrantes da banda sofreram um grave acidente em Monte Mor (SP). A van em que a banda estava foi atingida em cheio por um carro na contramão.

Ricardo ficou com algumas sequelas. Perdeu a visão e está com alguns movimentos involuntários.

Mas, desde que a esposa assumiu seus cuidados, ele tem apresentado grandes evoluções e contrariando muito os prognósticos dos médicos.

Uma conquista que emocionou demais a gente foi a do Ricardo voltar a cantar! SIIM. ❤ Os médicos disseram para Brunna que ele não cantaria novamente.

vocalista do sampa crew cantando ao lado da esposa
Foto: Reprodução/Vídeo

MAS, novamente, o amor venceu, e com a ajuda da esposa Brunna, o maridão está soltando a voz!

“Há cinco meses eu ouvi de inúmeros médicos que ele não andaria e que ficaria totalmente dependente. Mas, depois de tanta luta, ele está até cantando”, disse emocionada.

Ainda emocionada, Brunna relatou que o marido tem sido para ela a maior referência de superação.

vocalista do sampa crew com esposa e filhos
Foto: Reprodução/Instagram @brucf

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

vocalista do sampa crew com esposa
Foto: Reprodução/Instagram @brucf

Nossa, que demais, Brunna! Desejamos muito que o Ricardo volte logo aos palcos e obrigada por compartilhar com a gente essa linda história de amor e superação. ❤

“Ele está sorrindo, comendo muitoo, super comunicativo. Ainda não enxerga, e ainda está bem esquecido, mas ele tá vivo, mais vivo do que nunca!”

Fonte  https://razoesparaacreditar.com/acidente-vocalista-sampa-crew-volta-cantar/?utm_source=facebook&utm_medium=post&utm_campaign=rpa&utm_content=acidente-vocalista-sampa-crew-volta-cantar

Postado por Antônio Brito 

Itália prepara suspensão "gradual e controlada" das restrições

País adverte, no entanto, que falta muito para volta à normalidade

O uso generalizado de máscara, um rastreamento, a multiplicação dos testes de diagnóstico e a assistência especializada nos domicílios estão entre as medidas citadas pelo ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza.

O país, que registra o maior número de mortes associadas a covid-19 em todo o mundo, tem verificado nos últimos dias uma tendência de redução do número de novos casos de infeção e, no sábado (4), anunciou a queda, pela primeira vez, do número de doentes internados em unidades de cuidados intensivos.

Apesar dessa evolução, a população "não pode baixar a guarda" e deve continuar a respeitar as medidas de confinamento, que "não podem ser aliviadas de momento", disse o primeiro-ministro, Giuseppe Conte, ao anunciar o prolongamento do confinamento até 13 de abril.

Segundo o diretor da Proteção Civil, Angelo Borrelli, o país deverá continuar em quarentena pelo menos até o fim de semana prolongado de 1º de maio. Ele lembrou que a decisão, no entanto, cabe ao governo.

Borrelli admitiu que em16 de maio o país entre numa "fase dois", de "coexistência com o vírus", mas apenas "se a evolução não se alterar".

Em entrevista hoje aos diários La Repubblica e Corriere della Sera, o ministro da Saúde, Roberto Speranza, explicou que o governo pretende reforçar "as redes de saúde locais" para que cada caso identificado possa ser triado para tratamento, assim como testar amostras da população para determinar "quantos italianos foram infectados, se são imunes e como, quantos e em que regiões podem voltar à vida normal".

O plano do governo prevê também a determinação do uso generalizado de máscara, o respeito por um "distanciamento social escrupuloso" e a indicação de determinados hospitais para tratamento exclusivo da covid-19. Eles se manterão abertos para a eventualidade de uma segunda onda de infeções, de forma que outros hospitais possam voltar a se dedicar ao tratamento de outros doentes.

O governo também analisa o desenvolvimento de uma aplicação de telemóvel, inspirada em modelo adotado na Coreia do Sul, para acompanhar os movimentos dos doentes diagnosticados durante as 48 horas anteriores à infecção e para facilitar a telemedicina, permitindo, por exemplo, controlar a distância o ritmo cardíaco e a taxa de oxigenação do sangue das pessoas infectadas.

Quando for possível uma retomada da atividade econômica, os primeiros a retomar o funcionamento normal deverão ser as cadeias de abastecimento alimentar e farmacêutico, seguido-se os estabelecimentos de serviços, com limites ao número de pessoas atendidas.

Bares, restaurantes, discotecas e recintos desportivos serão os últimos a reabrir e, quando o puderem, terão de assegurar uma distância de segurança de pelo menos um metro entre clientes e funcionários.

As pessoas que queiram regressar à Itália - segundo números oficiais, pelo menos 200 mil italianos - deverão fazer quarentena e apresentar, à entrada do meio de transporte, uma declaração sob compromisso de honra indicando o local onde vão respeitar a quarentena.

Os transportes públicos deverão manter lotação baixa, com a entrada de pessoas controlada por funcionários, a manutenção da distância entre passageiros e a ocupação máxima de um lugar em cada dois.

"Não haverá um dia em que possamos dizer que tudo terminou", disse o ministro, acrescentando que "seria uma irresponsabilidade" prometer uma data para o regresso à normalidade.

"Temos de conviver com o vírus. Pelo menos até termos uma vacina ou uma cura", disse.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Fonte  https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2020-04/italia-prepara-suspensao-gradual-e-controlada-das-restricoes

Postado por Antônio Brito 

05/04/2020

Brasil registra 11.130 casos de covid-19 e 486 mortes

O Ministério da Saúde divulgou, na tarde de hoje (05), os números atualizados do novo coronavírus. De acordo com a pasta, o número de infectados, no momento, é de 11.130. Isso representa um aumento de 852 casos em relação ao balanço divulgado ontem (4). O número de mortes é de 486. Foram 54 mortes nas últimas 24 horas. A taxa de letalidade do vírus no Brasil é de 4,2%.

O estado de São Paulo ainda concentra o maior número de casos (4.620) e também o maior número de mortes (275). Todas as regiões, no entanto, apresentaram aumento no número de casos. Em relação às mortes, apenas o Centro-Oeste não teve aumento, permanecendo com 12 óbitos registrados.

Na região Sudeste, o Rio de Janeiro, com 1.394 casos e 64 mortes; e São Paulo, com 4.620 casos e 275 mortes, se destacam. Na região Norte, o Amazonas concentra o maior número de casos, com 417, além de 14 mortes.

Na região Nordeste, o Ceará se destaca, com 823 casos e 26 mortes. No Centro-Oeste, o Distrito Federal tem o maior número de casos, muito à frente dos demais, com 468 casos e sete mortes. Os estados do Sul do Brasil apresentam um número de casos mais parelho. O Paraná é o estado da região com mais casos, 438, e Santa Catarina é estado com menos casos, 357.

Dentre os óbitos cuja investigação foi concluída, 228 são de homens e 160 de mulheres. O grupo de pessoas com 60 anos ou mais concentra a maior parte, com 312 (86%). As mortes de pessoas entre 40 e 59 anos somam 54. Além disso, 20 pacientes com idades entre 20 e 39 anos morreram.

Entre os grupos de risco com mais mortes estão os que sofrem de cardiopatia e diabetes. O Ministério da Saúde também registra mortes em pacientes com quadros de pneumopatia, doença neurológica, doença renal, imunodepressão, obesidade, asma, doença hematológica e doença hepática.

Edição: Narjara Carvalho

Fonte  https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-04/brasil-registra-11130-casos-de-covid-19-e-486-mortes#

Postado por Antônio Brito 

Rio terá turnos de trabalho para não lotar transporte público

Cariocas terão de respeitar turnos para o acesso ao transporte

Os cariocas que estão autorizados a trabalhar durante a epidemia de coronavírus terão de respeitar turnos para acessar o transporte público. A medida foi decidida pelo prefeito, Marcelo Crivella, e será detalhada em decreto a ser publicado no Diário Oficial do Municípioneste domingo (5) ou amanhã.

O decreto determinará horários diferenciados de turnos de trabalho para os setores da indústria, comércio e serviços. A informação foi divulgada em nota pela assessoria da prefeitura.

“O início do primeiro turno será para os setores das fábricas, depois as atividades essenciais mantidas abertas e, na sequência, o setor de serviços. Essa medida tem por objetivo acabar com a lotação dos meios de transportes, evitando aglomerações contagiosas”, comentou Crivella.

Segundo o prefeito, todos os esforços feitos pela Guarda Municipal, Polícia Militar e pelos fiscais da Secretaria municipal de Transportes se mostraram ainda insuficientes para evitar a aglomeração em trens, barcas, metrô e ônibus.

“Pensamos nessa opção desde o dia 13 de março, quando fizemos nossa primeira reunião do gabinete de crise. Mas, por falta de implementação voluntária, passará a vigorar por força de lei”, afirmou Crivella.

Fonte  https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-04/rio-tera-turnos-de-trabalho-para-nao-aglomerar-transporte-publico

Postado por Antônio Brito 

Caixa lançará na terça aplicativo para cadastro em renda emergencial

Cariocas terão de respeitar turnos para o acesso ao transporte

A partir da próxima terça-feira (7), dezenas de milhões de brasileiros poderão baixar um aplicativo lançado pela Caixa Econômica Federal que permitirá o cadastramento para receberem a renda básica emergencial, de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil, no caso de mães solteiras. O banco também lançará uma página na internet e uma central de atendimento telefônico para a retirada de dúvidas e a realização do cadastro.

O próprio aplicativo avaliará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica. O pagamento poderá ser feito em até 48 horas depois que a Caixa Econômica receber os dados dos beneficiários, mas o presidente do banco não se comprometeu em apresentar uma data específica. Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou que o banco lançará outro aplicativo, exclusivo para o pagamento da renda básica. O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos. Segundo ele, o calendário de pagamentos será anunciado na próxima semana, depois de o banco conhecer o tamanho da população apta a receber a renda básica emergencial.

Segundo Guimarães, o decreto que regulamenta a lei que instituiu o benefício será finalizado hoje, mas ele não informou se o texto será publicado ainda nesta sexta-feira (3) ou no início da próxima semana. Na segunda-feira (6), a Caixa Econômica detalhará o funcionamento dos dois aplicativos.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, informou que só precisarão se inscrever no aplicativo microempreendedores individuais (MEI), trabalhadores que contribuem com a Previdência Social como autônomos e trabalhadores informais que não estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Caso o trabalhador esteja inscrito no cadastro único, o aplicativo avisará no momento em que ele digitar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Bolsa Família

Os beneficiários do Programa Bolsa Família não precisarão baixar o aplicativo. Segundo Onyx, eles já estão inscritos na base de dados e poderão, entre os dias 16 e 30, escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda básica emergencial, optando pelo valor mais vantajoso.

O ministro da Cidadania lembrou que o benefício de março do Bolsa Família terminou de ser pago no último dia 30. Para ele, o pagamento do novo benefício a essas famílias antes do dia 16 complicaria o trabalho do governo federal, que ainda está consolidando a base de dados, de separar os grupos de beneficiários.

“A lei cria uma série de regras. Temos de fazer filtragem da base de dados. O que acontece? A base já existe. O maior desafio está nas pessoas que não estão em base nenhuma, por isso criamos a solução via aplicativo, internet e central de telefones”, explicou o presidente da Caixa.

Ele lembrou que, no caso do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), um terço dos 60 milhões de pagamentos foi feito por aplicativo. Para Guimarães, o índice deve ser semelhante com o novo benefício emergencial.

Desafio

Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou da apresentação, o grande desafio do governo não consiste em eventuais atrasos na aprovação de medidas, mas na própria montagem da logística. “Não são um ou dois dias de atraso ou de antecipação. Desde que começamos a formular o programa, o grande desafio é a logística de entrega. É um cronograma quase físico de capturar os cadastros. Não é a aprovação que vai mudar o cronograma físico”, destacou.

Guedes destacou que, em três semanas, o governo saiu de zero para cerca de R$ 800 bilhões em programas de enfrentamento à pandemia do noovo coronavírus e de manutenção dos empregos. A conta, que envolve não apenas gastos novos, mas antecipações de despesas, adiamento de tributos e remanejamentos, está, segundo o ministro, em 3,4% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos). “Nenhum país emergente fez uma movimentação tão rápida de liberação de recursos como o nosso. A implementação está no mesmo ritmo dos Estados Unidos, um país que tem experiências com catástrofes”, declarou.

O ministro cobrou a união de prefeitos, governadores, Executivo federal, Legislativo e Judiciário para andar com as medidas. Em relação à necessidade da aprovação da proposta de emenda à Constituição do orçamento de guerra para a liberação do benefício, o ministro disse que a ala jurídica do Ministério da Economia tinha dado aval para o início do pagamento, mas que a ala econômica da pasta tinha receio de que o descumprimento da regra de ouro, que proíbe a emissão de dívida pública para gastos correntes, prejudicasse o governo, mesmo com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, tendo autorizado os gastos extras.

Fonte  https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2020-04/caixa-lancara-na-terca-aplicativo-para-cadastro-em-renda-emergencial

Postado por Antônio Brito 

Gilmar Mendes suspende ampliação do BPC

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira (3) suspender a lei que ampliou o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Mendes atendeu um pedido liminar feito pela Advocacia-Geral da União (AGU) para suspender a norma diante da falta de indicação da fonte de recursos para bancar a ampliação, que custaria cerca de R$ 20 bilhões. 

A suspensão foi determinada pelo ministro por razões legais. Segundo Mendes, os parlamentares não indicaram a forma de custeio da medida, conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Além disso. o ministro entendeu que o gasto não está relacionado com os problemas sociais provocados pela pandemia do novo coronavírus e poderia aumentar a dívida pública nacional para os próximos anos. 

“A majoração do Benefício de Prestação Continuada não consubstancia medida emergencial e temporária voltada ao enfrentamento do contexto de calamidade da covid-19. Ao contrário de outros benefícios emergenciais, a majoração do BPC nos termos propostos tem caráter permanente, ou seja, trata-se de uma expansão definitiva do benefício, que sequer está condicionada ao período de crise˜, decidiu o ministro. 

No mês passado, o Congresso derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que aumenta o limite da renda familiar para recebimento do BPC. O benefício assistencial equivalente a um salário mínimo, pago a pessoas com deficiência e idosos a partir de 65 anos com até um quarto de salário mínimo de renda familiar per capita.  O veto ocorreu porque não houve a indicação da fonte de custeio da medida. 

A lei aprovada no Congresso e vetada por Bolsonaro alterava o teto da renda, ampliando o número de pessoas aptas a receberem o benefício. Com a derrubada do veto, o pagamento seria feito a famílias com até meio salário mínimo de renda per capita.

Em seguida, a AGU recorreu ao Supremo e alegou que não foi indicada a contrapartida financeira para ampliação do BPC.

Fonte  https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2020-04/gilmar-mendes-suspende-ampliacao-do-bpc

Postado por Antônio Brito 

04/04/2020

NOVIDADE INFORMATIVO

O IMREA HCFMUSP e o Instituto de Reabilitação Lucy Montoro, a partir de hoje, contam com um canal de comunicação direto para pessoas com deficiência em todo Estado de São Paulo. Este canal é para acolher dúvidas em relação à sua deficiência e a questões de sua saúde em geral.

O contato deve ser feito por meio do aplicativo Whatsapp no número (11) 993 111 920 informando os seguintes dados para início do atendimento: nome completo, data de nascimento, CPF, endereço residencial (com o CEP), telefone para retorno e e-mail (opcional).

Não se preocupe, seus dados estarão seguros conosco! É imprescindível recebermos todas as informações para seu cadastro. Em seguida, você receberá uma chave de segurança como resposta no Whatsapp. Não informe essa chave de segurança para ninguém!

Você receberá uma ligação telefônica por profissionais de saúde especializados de nossa Rede, que poderão auxiliá-lo nas suas dúvidas. Para garantir que somos nós te ligando, este profissional irá se identificar informando o nº da chave de segurança que você recebeu por mensagem. Nosso atendimento acontece em dias úteis, das 8 às 15 horas.

Esta é mais uma maneira que a Rede Lucy Montoro criou para garantir o cuidado de saúde a você, neste momento tão delicado.

Atenção: Não se trata de um atendimento para Urgência/Emergência, nem para casos suspeitos do novo COVID-19. Para estas situações, continue contando com os Serviços de Pronto Socorro da sua região e com o 192.

Não entramos em contato pedindo ajuda ou doações, caso receba ligação deste tipo, por favor, nos informe imediatamente!
Fonte  https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=4225855384095092&id=122921057721899
Postado por Antônio Brito 

Coronavírus: “Traqueostomizados precisam de proteção máxima”, diz associação

ACBG Brasil faz alerta sobre os perigos da covid-19 para quem não respira pela boca ou nariz e, por isso, perdeu a defesa natural do organismo para filtrar, umedecer e controlar a temperatura do ar que entra nos pulmões. Fonoaudióloga explica a importância dos filtros e adesivos protetores, que ainda não estão no rol do SUS.

Descrição da imagem #pracegover: Foto de Melissa Ribeiro, presidente da ACBG Brasil. Ela tem cabelos loiros e encaracolados, que estão presos. Veste camiseta branca e usa óculos. Está com a mão direita sobre o pescoço e gesticula com a mão esquerda. Crédito: Reprodução.


Pessoas que passaram por uma traqueostomia e respiram permanentemente por uma estomia no pescoço (comunicação entre a traqueia e o ambiente externo), precisam de proteção máxima durante a pandemia do coronavírus. O alerta é da ACBG Brasil – Associação de Câncer de Boca e Garganta.

“Nós, os traqueostomizados, estamos completamente vulneráveis. Não usamos boca e nariz para respirar e, por isso, perdemos a proteção natural do organismo para filtrar, umedecer e controlar a temperatura do ar sujo que entra direto nos pulmões. Temos pneumonias recorrentes. E como somos pacientes oncológicos em tratamento ou seguimento, nossa imunidade é mais baixa”, explica Melissa Ribeiro, presidente da ACBG Brasil.

O uso da traqueostomia também é comum em pessoas com deficiências causadas por condições como a Atrofia Muscular Espinhal (AME) e a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA).

Filtros – Para a fonoaudióloga Suzana Areosa, neste momento de pandemia, com uma doença que compromete principalmente a respiração, o acesso aos insumos, como os filtros e adesivos de proteção, é fundamental.

“O paciente que respira melhor tem defesa maior, melhora o sistema imunológico porque também permite que ele retome a capacidade de fazer expansão pulmonar durante a respiração, além de dificultar a entrada do vírus, por ser um aparelho que fecha a entrada da estomia”, diz.

Em muitos países são usados os Filtros Micron e os HMEs (Heat and Moisture Exchanger), que fazem o papel do nariz com cristais de cálcio que filtram impurezas, aquecem e purificam o oxigênio que entraria frio e sujo no pulmão.

“Os pacientes precisam um filtro diferente por dia, inclusive para dormir. Esses dispositivos não estão no rol do Sistema Único de Saúde (SUS). O governo liberou verbas para deter a contaminação pelo coronavírus e precisa prever a dispensação desses dispositivos com urgência e de forma contínua. Acreditamos que 15 mil pessoas no Brasil precisam dessa proteção“, afirma a presidente da ACBG Brasil.

Orientação – A associação reforça as recomendações das autoridades de saúde sobre distanciamento social, quarentena e isolamento, com exceção de quem faz tratamento de câncer, como quimioterapia e radioterapia. “Pacientes que precisam ir ao hospital ou serviço de saúde deve usar máscara sobre a estomia ou um protetor de estomia”, esclarece a fonoaudióloga Suzana Areosa.

Fonte  https://brasil.estadao.com.br/blogs/vencer-limites/coronavirus-traqueostomizados-precisam-de-protecao-maxima-diz-associacao/

Postado por Antônio Brito 

Escolas públicas fechadas até 30 de abril


O decreto também determina que as escolas públicas e privadas continuem fechadas até 30 de abril e que as instituições financeiras, como bancos, apresentem medidas para preservar a saúde dos clientes que se aglomeram em filas - nessa semana, a reportagem do Diario flagrou por diversas vezes esse tipo de cena no Recife. 

As novas determinações foram anunciadas no mesmo dia em que Pernambuco alcançou a marca de 136 casos da covid-19 e 10 mortes. O governo do estado pode aumentar esses prazos e definir novas medidas restritivas, a depender de como a pandemia irá avançar por aqui nos próximos dias. 
 
“É extremamente importante que nos próximos 15 dias as pessoas mantenham o isolamento social. Registramos um aumento significativo do número de contaminações pela covid-19 e a tendência é que esses números continuem crescendo. Só vamos conseguir reduzir essa escalada com a conscientização de todos de que é preciso ficar em casa”, afirmou o governador, em nota à imprensa.

Abril será um mês crucial no combate à pandemia. “Tudo o que fizermos neste fim de semana e nos próximos dias vai ser determinante para o momento do pico do número de doentes e de mortos que deve ocorrer na segunda quinzena de abril”, ressaltou o secretário estadual de Saúde, André Longo, no material divulgado pelo governo.

No Recife, para tentar garantir o fechamento pleno de praias e parques, a prefeitura determinou também o fechamento das 543 vagas de estacionamento localizadas no calçadão de Boa Viagem. Os quiosques e o comércio ambulante na área já estão suspensos. A Guarda Civil Municipal, a Diretoria Executiva de Controle Urbano e a Polícia Militar irão ficar de olho.

Além da Praia de Boa Viagem, ficam fechados na capital os parques 13 de Maio, Jaqueira, Santana, Arnaldo Assunção, Robert Kennedy, Apipucos, Caiara, Arraial do Forte Novo do Bom Jesus, Dona Lindu, Macaxeira e o Sítio Trindade. "Para voltarmos a uma vida normal, primeiro temos que garantir a vida. Os serviços essenciais estão assegurados, juntos vamos vencer essa guerra. Faça a sua parte, fique em casa", diz Paulo Câmara.

Fonte  https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/vidaurbana/2020/04/governo-de-pernambuco-fecha-praias-e-parques-neste-fim-de-semana.html

Postado por Antônio Brito 

AUXÍLIO EMERGENCIAL

#Repost @autismolegal

QUEM PODE RECEBER:

- quem tem mais de 18 anos;
- quem não tem emprego formal vigente (não tem carteira assinada recebendo normalmente);
- quem não recebe benefício previdenciário (aposentadoria, pensão, etc), assistencial (BPC LOAS) ou seguro desemprego;
- quem tem renda per capita de até 1/2 salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar de até 3 salários mínimos (R$ 3.145,00);
- quem teve renda em 2018 inferior a R$ 28.559,70);
- quem tem MEI;
- quem estiver desempregado;
- quem for contribuinte individual do INSS;
- quem for autônomo (aquele que paga GPS), trabalhador informal (quem não recolhe nada para o INSS) ou quem tem contrato de trabalho intermitente;

OBSERVAÇÕES:
- se seu filho recebe BPC LOAS, lembre que ele é o titular do benefício, portanto, vc mãe, pode ter direito ao auxílio emergencial;
- se você recebe bolsa família, receberá o benefício mais vantajoso entre bolsa família e auxílio emergencial;
- cada pessoa tem direito a uma cota de R$ 600,00 com o limite de 2 pessoas por família, portando, cada família pode receber até R$ 1.200,00;
- se você é mãe solo (cria sozinha seus filhos) tem direito a uma cota dupla, isso é, R$ 1.200,00;
- o auxílio será pago por 3 meses a partir de abril, podendo ser prorrogado enquanto durar a Pandemia;

NÃO PRECISA CADASTRAR NADA EM LUGAR NENHUM AINDA.

#autismolegal #autismo #auxilioemergencial #bpc #inss #covid #covıd19 #covid_19 #auxilio #auxílioemergencial

Fonte  https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=655121861989071&id=100024737903046
Postado por Antônio Brito 

Pai tenta salvar filho de afogamento e acaba morrendo junto com ele em barragem

Duas pessoas morreram afogadas na tarde desta quinta-feira (2) em uma barragem localizada no Povoado Caboclo, zona rural de São José da Tapera, município do Sertão de Alagoas. As vítimas são pai e filho.

Segundo testemunhas, o jovem, identificado como “Robinho”, estava dando banho em um cavalo dentro da barragem, na propriedade da família, quando o animal o derrubou em uma parte funda do tanque.

Ainda segundo testemunhas, Robson deu sinais de que estava se afogando e seu pai, identificado como Bartolomeu, mergulhou na barragem para ajudá-lo. Os dois ficaram submersos e não conseguiram mais sair da água.

Os corpos foram retirados da água por populares. O Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM/AL) foi acionado, mas as vítimas já estavam em óbito.

O Instituto Médico Legal (IML) e o de Criminalística (IC) enviaram equipes ao local, que realizaram os procedimentos cabíveis.

 Fonte: https://expressodosertao.com.br/portal/2020/04/03/pai-tenta-salvar-filho-de-afogamento-e-acaba-morrendo-junto-com-ele-em-barragem/

Postado por Antônio Brito 

Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe

Movimentação de idosos no posto da 612 Sul para Vacinação contra Influenza

O Ministério da Saúde anunciou que incluirá na segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe categorias que estão atuando em atividades essenciais ou em ações de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19).

No anúncio feito nessa quinta-feira (2), a pasta incluiu na segunda fase trabalhadores da segurança pública, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e trabalhadores em portos. Os professores, que seriam contemplados nessa etapa, vão participar em momento posterior, dado o fato de que as aulas estão suspensas.

A campanha foi iniciada no dia 23 de março, com foco inicial voltado a idosos. A segunda fase terá início no dia 16 de abril. A terceira fase ocorrerá entre 9 e 22 de maio, da qual participarão crianças de 6 meses a 6 anos, grávidas, mães no pós-parto, população indígena, pessoas com mais de 55 anos e pessoas com deficiência.

Segundo o Ministério da Saúde, até agora, 15,6 milhões de pessoas foram vacinadas na campanha. Essa quantidade representa 62,6% do público-alvo que se pretendia alcançar na primeira etapa.

Fonte  https://cearaagora.com.br/site/caminhoneiros-serao-incluidos-na-campanha-de-vacinacao-contra-gripe/

Postado por Antônio Brito 

fibromialgia e síndrome da fadiga crônica

Uma condição comum de sobreposição

Depressão muitas vezes anda de mãos dadas com doenças crônicas, como fibromialgia e síndrome da fadiga crônica. Apesar dos estereótipos, essas doenças não são psicológicas e não são causadas pela depressão.

Ainda assim, obter um tratamento adequado para a depressão é importante para o seu bem-estar. O tratamento também pode ajudar a gerenciar a fibromialgia e síndrome da fadiga crônica com mais eficiência.

Quando a doença ataca, muitas pessoas ficam deprimidas por causa de como se sentem, pelas mudanças que são impostas e por temerem sua saúde. A doença crônica também pode ameaçar a segurança no emprego, os relacionamentos e os planos para o futuro. Qualquer uma dessas coisas pode levar à depressão. É uma resposta normal a uma situação ruim e não significa que você é fraco.

Embora a depressão seja comum em doenças crônicas, ela é ainda mais comum na fibromialgia e na síndrome da fadiga crônica do que em muitas doenças de gravidade comparável. Ninguém sabe ao certo por que isso acontece, mas as teorias incluem:

  • Causas subjacentes comuns;
  • Baixa aceitação dessas doenças pela...

    ... comunidade médica, família e amigos;

  • Ineficácia de muitos tratamentos.

Situações como essas podem levar a sentimentos como desmoralização e desesperança.

As semelhanças e freqüentes sobreposições levaram muitas pessoas, incluindo alguns médicos, a supor que a fibromialgia e a síndrome da fadiga crônica são apenas diferentes manifestações da depressão. No entanto, um estudo de 2008 diz que analisou a literatura disponível sobre a ligação fibromialgia / depressão, e os pesquisadores concluíram que os resultados não suportam essa suposição.

Não importa a conexão, sabemos que é importante diagnosticar e tratar a depressão comórbida. 

Você está deprimido?

Em algum momento, quase todo mundo com uma doença crônica se pergunta: "Estou deprimido?" É normal ter períodos baixos enquanto se ajusta às mudanças impostas pela doença. É importante saber em que ponto as emoções normais se transformam em depressão grave. Nossos sintomas são muito semelhantes aos da depressão, por isso pode ser difícil dizer qual condição está causando o problema. Vale a pena se informar sobre os sintomas e trabalhar com seu médico para decidir se você está deprimido.

Causas

Por que algumas pessoas com fibromialgia e síndrome da...

publicidade

...fadiga crônica ficam deprimidas enquanto outras não? Pode ajudá-lo a aprender o que causa esta doença muito real. Não é uma falha de caráter, é mais provável que isso aconteça com a sua fisiologia.

Tratamentos Medicamentosos

Porque você está lidando com uma doença que tem componentes físicos, você pode se beneficiar de medicação que altera sua química cerebral, como os antidepressivos.

Os antidepressivos são comuns no tratamento não só da depressão, mas também da fibromialgia e da síndrome da fadiga crônica. Entenda melhor as mudanças que eles estão fazendo.

Infelizmente, o risco de efeito colateral dessas drogas é muito real. Você precisa saber que é perigoso simplesmente parar de tomar esses medicamentos. Certifique-se de conversar com seu médico sobre a maneira correta de se afastar deles.

O desmame pode ser difícil para o seu corpo, mas você pode tomar medidas para torná-lo mais fácil.

Aconselhamento

Embora a depressão tenha componentes físicos, um terapeuta pode ajudar a lidar com as questões emocionais por trás de sua depressão. Aconselhamento também pode ser valioso para se ajustar à vida com uma doença crônica debilitante.

Fonte  https://www.indicedesaude.com/depressao-fibromialgia-sindrome-fadiga-cronica/

Postado por Antônio Brito 

Fábrica de meias de Araraquara produz mais de 3 mil máscaras e doa à Santa Casa

Fábrica de meias de Araraquara produz mais de 3 mil máscaras e doa à Santa Casa — Foto: Divulgação

Segundo o último boletim divulgado no fim da tarde de terça-feira (31), Araraquara tem três casos confirmados, sendo que um paciente morreu, e investiga outros 32 casos.

Produção

De acordo com a presidente da Lupo, Liliana Aufieiro, a ideia de produzir máscaras para a Santa Casa surgiu há uma semana, quando ela ligou para o hospital para saber como estava o estoque do item de segurança.

“Foi então que foi relatado a falta de material. Decidimos ajudar, mesmo não sendo a nossa especialidade. Contatamos 40 funcionários, que estavam em férias coletivas, mas que prontamente atenderam o nosso pedido”, disse.

Usando o tecido conhecido como TNT, em três dias, a Lupo produziu 3 mil máscaras que foram doadas nesta segunda-feira (30).

Segundo a presidente, os funcionários estudam uma forma de adaptar as máquinas para melhorar os detalhes para que a produção continue até a matéria prima acabar.

“A Santa Casa é um hospital muito importante que atende o SUS. São mais de 600 mil pessoas atendidas e não poderíamos deixar de ajudar”, disse.

Para o diretor da Santa Casa, Rogério Bartkevicius, a atitude da empresa é louvável e ajudará muito no combate ao novo coronavírus. “As máscaras serão utilizadas por pacientes doentes e também pela equipe de saúde”, disse.

O objetivo agora é produzir máscaras para doação à Santa Casa de São Carlos, que também é uma unidade referência para atendimentos em casos graves.

Fonte  https://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2020/04/01/fabrica-de-meias-de-araraquara-produz-mais-de-3-mil-mascaras-e-doa-a-santa-casa.ghtml

Postado por Antônio Brito 

Projeto de educação inclusiva libera acesso gratuito a materiais pedagógicos

Descrição da imagem #pracegover: Um grupo de crianças com e sem deficiência está sentado em roda, brincando com fichas do ‘Cardápio para Todos’. Em cada ficha há uma foto de um alimento, seu nome em língua portuguesa e seu sinal em Libras. No centro, uma menina com síndrome de Down está sentada com as pernas cruzadas, usa um adereço de asas cor de rosa e tem uma pilha de fichas no colo. No canto superior direito da foto, um menino, também sentado, olha a menina enquanto mostra uma ficha do cardápio. Crédito: Divulgação.


Um pacote de materiais pedagógicos inclusivos usado há três anos na rede municipal de São Paulo foi liberado para download gratuito nesta semana. São atividades do ‘Projeto Brincar’, desenvolvido em conjunto pela Mais DiferençasFundação Grupo Volkswagen e a Secretaria Municipal de Educação (SME). A meta da iniciativa é ajudar a enfrentar a quarentena imposta pela pandemia do coronavírus.

A iniciativa tem três temas: ‘Cardápio para Todos’‘Brincando com Poesias’ e ‘Pintura à Flor da Pele’. Todas as atividades podem desenvolvidas por crianças com e sem deficiência. É só baixar, imprimir e usar (clique aqui).

‘Cardápio para Todos’ tem 60 nomes de alimentos, com recursos de acessibilidade, além de fichas para imprimir e um vídeo. O material segue os princípios do Desenho Universal, apresenta a imagem do alimento, seu sinal na em Libras, a Língua Brasileira de Sinais, além do nome em língua portuguesa, com contraste e fonte ampliada. Há também quatro arquivos com a transcrição em braille e as traduções em espanhol, francês e inglês, além de um guia em PDF com sugestões de atividades e brincadeiras.

‘Brincando com Poesias’ reúne poemas em audiovisual acessível e também em arquivo PDF acessível. Na lista estão ‘O Nome das Coisas’, ‘Dúvida de passarinho, ‘Ai, que frrrrrrrrio!’ e ‘PoisÉ…’. Todos estão publicados no livro ‘A Poesia das Coisas’ (Editora SESI-SP), de Silvana Tavano, que tem ilustrações de Adriana Fernandes. Essa atividade tem ainda um guia de brincadeiras.

Fonte  https://brasil.estadao.com.br/blogs/vencer-limites/projeto-de-educacao-inclusiva-libera-acesso-gratuito-a-materiais-pedagogicos/?utm_source=estadao%3Afacebook&utm_medium=link

Postado por Antônio Brito 

Benefício de R$ 600 a informais começará a ser pago semana que vem

Informais que não estão no Cadastro Único, contribuintes individuais do INSS e MEIs terão de se cadastrar em app

O governo federal anunciou nesta sexta-feira (3) que o benefício emergencial de R$ 600, aprovado nesta semana, começará a ser pago a trabalhadores informais, como taxistas, faxineiras e ambulantes, na semana que vem.

A expectativa é pagar cerca de 10 milhões de trabalhadores em um primeiro momento de uma operação definida como “colossal”. O dinheiro será distribuído, no total, a cerca de 100 milhões de brasileiros. O objetivo é amenizar o efeito da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

Para receber o valor, que será concedido durante três meses, trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único, contribuintes individuais do INSS e MEIs deverão se cadastrar em um aplicativo que será anunciado na segunda-feira (6), em conjunto com o calendário de pagamentos do benefício, e estará funcionando a partir de terça-feira (7).

O aplicativo, feito em parceria entre governo e Caixa, não terá taxas. “Será o aplicativo mais baixado do mundo”, disse Pedro Guimarães, presidente da Caixa, em coletiva. “Teremos capacidade de atender milhões de brasileiros para que façam a autodeclaração”.

O governo também prevê que haja uma autorização de saques nas lotéricas e que o valor também possa ser retirado posteriormente em caixas eletrônicos. “Vai ser montada rede proteção para que na próxima semana já possamos começar a realizar depósitos antes do Feriado da Páscoa”, disse o ministro da cidadania Onyx Lorenzoni, durante coletiva.

Os pagamentos do Bolsa-Família, que serão feitos a partir do dia 16 de abril, devem acontecer normalmente. Caso o benefício de R$ 600 seja maior do que o valor desse benefício, a perspectiva é de que nesse caso os beneficiados pelo programa social já recebam o benefício emergencial automaticamente no período em que receberiam os valores relativos ao Bolsa-Família.

A partir do cadastro no aplicativo, os trabalhadores que tiverem conta na Caixa ou no Banco do Brasil poderão receber o benefício imediatamente no momento em que os bancos tiverem acesso à base de dados. Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa, a partir desse momento os créditos poderão ser depositados nas contas em um dia ou no máximo um dia e meio.

O governo não deu uma data certa para que os pagamentos comecem a ser feitos, pois o decreto ainda não foi publicado.

Posteriormente, será criada uma linha telefônica que poderá auxiliar 80 milhões de pessoas beneficiadas.

Fonte  https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/beneficio-de-r-600-comecara-a-ser-pago-na-semana-que-vem/

Postado por Antônio Brito 

03/04/2020

Partido Novo protesta após rejeição a corte de salários e ao uso do fundo eleitoral para combate à Covid-19

        Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Paulo Ganime criticou a decisão que inadmitiu duas emendas do Novo

O Partido Novo decidiu fazer obstrução à PEC do "orçamento de guerra" após decisão que inadmitiu duas emendas do partido: a que cortava em até 50% salários de servidores públicos; e a que transferia o dinheiro do fundo de campanhas eleitorais para o combate ao coronavírus.

O líder do partido, deputado Paulo Ganime (RJ), criticou a decisão: "o rito regimental não foi cumprido para a nossa emenda". Ele defendeu a votação da emenda, já destacada, que destina o dinheiro do fundo eleitoral para ações contra a Covid-19.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também defendeu a votação das propostas. "A retirada do fundo eleitoral é uma questão cara ao meu eleitorado e, sobre o corte no salário dos servidores públicos, é melhor votar agora do que mais tarde, com muita pressão popular", disse.

Para o deputado Paulo Pimenta (PT-RS), no entanto, a medida tem o objetivo de punir a classe trabalhadora. "Querem cortar salário de quem ganha R$ 6 mil, mas não taxam as grandes fortunas", criticou.

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) também criticou a proposta de corte de salários. "Não podemos fazer demagogia ou guerra política no momento, alimentar posições de desprezo pelo serviço público", disse.

Ele destacou que será por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e das políticas assistenciais que o País vai enfrentar a pandemia da Covid-19.

Já o deputado Fábio Trad (PSD-MS) chamou os bilionários a contribuir para o combate ao coronavírus. "Estamos em um processo de sangramento coletivo e não vejo os bilionários brasileiros agindo como os estrangeiros. Enquanto os de lá doam e investem, os nossos se encolhem", afirmou.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

https://www.camara.leg.br/

Postado por Antônio Brito 

Pessoas com visão monocular podem prestar concursos públicos como PCD?

A reserva de vagas para pessoas com deficiência é um direito constitucional que deve ser garantido em todos os concursos púbicos e processos seletivos realizados pela Administração Pública no âmbito municipal, estadual e federal.

Contudo, ainda existem determinados tipos de deficiência que frequentemente provocam a injusta eliminação de candidatos inscritos nessa qualidade.
É o caso das pessoas com visão monocular, que muitas das vezes tem o seu pedido de inscrição como candidato com deficiência indeferido ou são eliminadas em alguma etapa de exame de saúde ou exame admissional, sendo consideradas como inaptas para o exercício do cargo ou com limitações incompatíveis para as atribuições do cargo pretendido.
Infelizmente injustiças dessa natureza são comuns, principalmente, em concursos da área da segurança pública. Entretanto, as pessoas nessa qualidade possuem sólido amparo na jurisprudência pátria e na legislação de defesa dos direitos das pessoas com deficiência.
O Superior Tribunal de Justiça consolidou entendimento por meio da súmula 377 de 2009 no sentido de que a pessoa com visão monocular tem direito de concorrer entre as vagas reservadas para pessoas com deficiência nos concursos públicos.
O aprimoramento da legislação brasileira também fortaleceu essa proteção. Muita gente desconhece, mas a capacidade de enxergar com apenas um dos olhos, em caráter irreversível, atualmente é equiparada à condição deficiência visual, para algumas finalidades legais, como a participação em concursos públicos.
Vale destacar que, essa interpretação encontra amparo legal por inteligência do conceito mais atual de pessoa com deficiência, que foi incorporado no ordenamento jurídico brasileiro pelo Decreto nº. 6.949/2009 (Convenção Internacional dos Direitos da PcD), devidamente ratificado pela Lei 13.146/2015 (LBI):
Art. 2º Considera-se pessoa com deficiência aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.
De igual modo, em seus arts. 34 e 35 a LBI assegura a proteção ao direito ao trabalho da pessoa com deficiência, vedada qualquer forma de discriminação, inclusive nas etapas de recrutamento, seleção, admissão e de exames admissionais. Trata-se de uma garantia legal que vincula tanto o acesso ao mercado de trabalho privado, quanto o acesso a cargos e empregos públicos.
Saliente-se que o enquadramento definitivo da pessoa com visão monocular na qualidade de pessoa com deficiência ainda é matéria de forte discussão jurídica. A fim de eliminar esses entraves tramita no Congresso Nacional o PL 1615/2019, que visa classificar a visão monocular - cegueira de um dos olhos - como deficiência sensorial visual para todos os efeitos legais
Contudo, em se tratando do acesso a cargos e empregos públicos, já são vários os precedentes judiciais de pessoas com visão monocular que foram reintegradas no certame após injusta e ilegal eliminação em concursos públicos, assim como casos em que tiveram a nomeação e posse determinadas pelo Poder Judiciário.

Os casos mais comuns e polêmicos que vêm sendo enfrentados judicialmente são os de eliminação da pessoa com visão monocular em exames admissionais nos concursos públicos para área da segurança pública.

Nesses casos, a violação de direitos mais frequente ocorre quando a Administração Pública considera esses candidatos como inaptos para o exercício do cargo de segurança pública em virtude da visão monocular.
Entretanto, judicialmente, tem prevalecido a tese de que o momento adequado para se aferir essa compatibilidade é durante o estágio probatório, fazendo valer de forma efetiva a participação daqueles que prestaram o concurso público nessa qualidade e foram devidamente aprovados.
Essa é a interpretação mais atual e adequada juridicamente em relação ao conceito de pessoa com deficiência e o momento justo e adequado para se aferir a compatibilidade entre as atribuições do cargo e a deficiência do candidato.

Fonte  https://www.heltonedeus.com.br/post/pessoas-com-visão-monocular-e-concursos-públicos
Postado por Antônio Brito 

RG emitido no Paraná trará símbolo da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista

Na reabertura do Instituto de Identificação ao público, após ao período de isolamento social pela pandemia de coronavírus, documento já poderá ser solicitado

O novo modelo de carteira de identidade, que passou a ser emitido pela Polícia Civil do Paraná em janeiro, agora poderá trazer estampado o símbolo que identifica as pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), anunciou nesta quinta-feira o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost. A novidade já estará à disposição dos paranaenses assim que o Instituto de Identificação retomar os atendimentos – suspensos devido ao coronavírus.

O documento permite a inclusão de registros como título de eleitor, numeração da carteira de trabalho e previdência social, certificado militar, carteira nacional de habilitação e condições especiais de saúde. A possibilidade de incluir o laço que identifica internacionalmente o autismo, porém, foi viabilizada agora após pedido do Departamento de Políticas para Pessoa com Deficiência da Sejuf, coordenada por Felipe Braga Côrtes. “É um clamor de pais e mães de crianças com autismo, pois a identificação facilitará o atendimento, a prioridade e o exercício de direitos”, explica Leprevost.

O diretor do Instituto de Identificação da PCPR, delegado Marcus Michelotto, avalia o novo documento como um grande passo. “A nova carteira de identidade vai possibilitar que o cidadão tenha um documento único, e a identificação individualizada de particularidades como o autismo será muito importante para essa população”.

QUANDO COMEÇA – Devido à pandemia de Covid-19, o governador Ratinho Junior determininou uma série de medidas preventivas e o Instituto de Identificação do Paraná não está agendando a emissão de carteiras de identidade até o dia 20 de abril – prazo que pode ser prorrogado conforme a necessidade.

Assim que for retomado o atendimento, as novas carteiras de identidade já poderão ser solicitadas. Para isso, o requisitante deverá levar atestado médico ou documento oficial que comprove o Transtorno do Espectro Autista. Os modelos de relatório e atestado médico, assim como informações detalhadas, estão disponíveis no link http://www.institutodeidentificacao.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=113#documentos.

 Carteira de Identificação de Transtorno do Espectro Autista também será lançada em breve

Além do RG, a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) vai emitir também, em breve, a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIPTEA) –  documento digital e gratuito, acessível em smartphone, nos sistemas IOS e Android,  com possibilidade de impressão pelo próprio usuário ou responsável.  “O cadastro dos usuários deverá ser feito online e as informações coletadas serão empregadas na criação de um banco de dados que servirá para aprimorar os serviços já oferecidos, bem como na  formulação e execução de políticas destinadas a esse público, especialmente nas áreas de educação, assistência social e saúde”, informa Leprevost.

O programa para o cadastramento e criação do banco de dados está sendo desenvolvido pela Celepar e será divulgado logo após a quarentena devido à pandemia de coronavírus.

Fonte  http://www.justica.pr.gov.br/Noticia/RG-emitido-no-Parana-trara-simbolo-da-Pessoa-com-Transtorno-do-Espectro-Autista

Postado por Antônio Brito 

Aplicativo inclui crianças e jovens com autismo no mundo digital

Desenvolvedor de software cria aplicativo de jogos inspirado na experiência com seu filho com autismo.
Ronaldo Cohin, CEO do app Jade Autism, ao lado do seu filho Lucas. Foto: Arquivo pessoal.

Por Elza Maria Albuquerque*

Diversos especialistas afirmam que o ato de brincar pode facilitar e muito a aprendizagem, principalmente com inovação, por meio da tecnologia. Agora imagine um jogo online capaz de contribuir para o desenvolvimento cognitivo de crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro Autista (TEA), dificuldades de aprendizagem e atrasos no desenvolvimento. Ele já é realidade com o aplicativo Jade Autism, criado por Ronaldo Cohin, desenvolvedor de software, que é pai de uma criança com autismo e que gosta muito de jogos digitais. 

Cohin descobriu cedo que seu filho, Lucas, era uma criança com autismo. “Quando ele tinha dois anos de idade, a própria escola nos chamou e levantou a suspeita por conta das rotinas –  que ele fazia serem muito características, como a valorização excessiva por objetos e não por pessoas. Nós tomamos a postura de encarar de frente e fazer o melhor pra ele. Infelizmente, vemos muitos pais tomarem a postura da negação e perderem meses (ou anos) valiosos no tratamento”, afirma. 

O dia a dia com o filho, com o aplicativo e outras famílias de usuários do Jade  impulsionaram o aprendizado em relação à acessibilidade na web. Em relação às barreiras que atrapalham a navegação de quem tem autismo, ele destacou que os conteúdos não são normalmente produzidos para pessoas que têm uma sensibilidade maior. 

“No caso dos autistas, muitas vezes, a sensibilidade a cores e a certa quantidade de luz, além de sons altos ou disformes, são conteúdos que podem até ocasionar uma desestabilização. Acredito que, com a disseminação da causa do autismo, alguns grupos têm pensado melhor nos autistas”, diz.

FUNCIONAMENTO E BENEFÍCIOS DO APP

O Jade inclui tarefas interativas e inteligentes elaboradas para estimular o desempenho visual, a atenção, a resposta do usuário e o raciocínio lógico matemático das crianças e jovens que interagem com o game. Ele segue o fluxo natural de aprendizagem, respeitando o ritmo e a individualidade de cada um. Os benefícios dele não são só para crianças com autismo, mas também com Síndrome de Down e Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). 

“Como uma boa parte do tratamento cognitivo para esses pacientes é quase a mesma, tentamos abordar justamente o que fosse melhor e pudesse impactar o maior número de crianças possível. O jogo estimula muito as funções cognitivas das crianças. Na medida em que elas jogam, os algoritmos de leitura comportamental fazem leituras que dificilmente seres humanos conseguiriam captar”, diz. 

Os dados gerados a partir da interação dos participantes na plataforma fazem parte de relatórios de prognóstico e desempenho das crianças para que seus terapeutas possam acompanhar com mais exatidão o seu desenvolvimento e saber onde estão seus maiores desafios.

No caso do Lucas, segundo Cohin, o Jade não foi tão usado, principalmente após os quatro anos. “O Lucas possui um intelecto bastante avançado e os jogos de lógica que ele procura são jogos para adultos. Ele faz cálculos matemáticos complexos, logo o Jade não é mais um desafio pra ele”, explica. 

APRENDIZADOS, UNIÃO E TRANSFORMAÇÃO

O app surgiu durante seu trabalho de conclusão de curso de Ciência da Computação, na Universidade de Vila Velha. Para desenvolvê-lo, Ronaldo precisou se aprofundar mais sobre acessibilidade digital não só estudando, mas também seguindo para a parte prática. “Em 2017, tudo o que eu implementava, colocava em teste não só com meu filho, mas também na Apae de Vitória. Isso ajudou muito a validar o que eu estava fazendo”, conta. 

Cohin afirma que o trabalho para construir o Jade foi bastante intenso e que ainda hoje trabalha quase que diariamente com sua equipe na construção de novas funcionalidades que serão lançadas em breve. “Hoje, além de mim e do Marcus, que somos da linha de frente, temos a equipe de desenvolvimento de software e uma equipe médica e terapêutica liderada pelo Drº Marcelo Masruha, que é um dos melhores neurologistas do Brasil, o que nos deu muito fundamento para nos aprofundar mais no tema.” 

E os desafios em relação à tecnologia e à própria dinâmica do app? De acordo com Ronaldo, o maior deles foi provar e validar que a ideia de coleta e tratamento de dados fazia sentido no ponto de vista terapêutico. Já no ponto de vista tecnológico, o maior desafio foi construir os algoritmos, em relação aos códigos e lógicas. “Era uma ideia que eu tinha na cabeça, mas que era disruptiva. Os profissionais nunca tinham trabalhado com algo parecido. Foi bom quando eles entenderam como esses dados poderiam ajudá-los.” 

Cohin explica que, quando se trata de um universo tão amplo quanto o do autismo, a acessibilidade é muito desafiadora. “Isso porque você lida com crianças que às vezes são muito comprometidas no sentido cognitivo (que não falam, não se comunicam), e outras que são ‘jovens Einsteins’. Lembro-me de um ocorrido, por exemplo, em que tínhamos uma figura de um gato com olhos um pouco grandes; como normalmente o autista é ‘sim’ ou ‘não’, ‘0’ ou ‘1’, eles  não entendiam que aquilo era um gato, pois gatos não tem olhos tão grandes. Tivemos que voltar ao design e refazer o gatinho. Então, por mais que você se atente aos detalhes, há muita tentativa e erro.”

ALCANCE DA PLATAFORMA 

Lidar com o crescimento, interações e alcance do Jade são pontos importantes que Cohin e sua equipe já inseriram na rotina. “Recebemos dezenas de e-mails quase que diariamente com dúvidas sobre o jogo em si, sugestões e elogios sobre algo ou até mesmo com mensagens como se fossem pedidos de socorro, de famílias que simplesmente não sabem quais passos dar para ajudar o seu filho. Inclusive, consultamos a nossa equipe técnica para que a resposta possa ajudá-los ao máximo. Quando a interação tem origem no Brasil, às vezes tentamos envolver a Apae daquela cidade, pois nada substitui o contato direto dos profissionais que atuam na área. Eles são os que mais podem ajudar a família. Por isso, tentamos unir essas duas partes”, explica. 

Cohin afirma que o crescimento de usuários e de downloads do Jade, pelo menos nos primeiros 18 meses, foram totalmente virais. “Os downloads simplesmente se multiplicavam a cada dia. Chegamos a ter quase 4 mil em um só dia”, conta. Recentemente, muitos influencers que dialogam com a causa e com familiares de autistas entram em contato com a equipe espontaneamente para falar sobre o Jade. “Acreditamos no poder da corrente do bem”, completa. 

Atualmente, a plataforma tem 75 mil downloads sendo que apenas 40% é feita no Brasil, facilitado pelo fato do app ser em português, inglês e espanhol. Além dos usuários, o aplicativo atende 50 clínicas com os relatórios, ajudando nas rotinas desses profissionais. Todas as Apaes do Espírito Santo hoje usam o Jade.   

Você se interessou e quer conhecer o aplicativo? Ele está disponível gratuitamente para usuários de Android e iOS. Você pode acompanhar mais informações no Instagram ou no próprio site da iniciativa. 

Uso da plataforma Jade na Apae de Nova Venécia-ESFoto: Divulgação Apae Nova Venécia-ES.

*Elza Maria Albuquerque é produtora de conteúdos do Movimento Web para Todos.

Fonte  https://mwpt.com.br/aplicativo-inclui-criancas-e-jovens-com-autismo-no-mundo-digital/?utm_source=facebook&utm_medium=timeline&utm_campaign=fbposts

Postado por Antônio Brito