domingo, 20 de janeiro de 2019

ADET INSTALA PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DA SUA SEDE ÁS MARGENS DA RODOVIA PE 320.

    

Na tarde de ontem, sexta-feira 18/01, a ADET instalou às margens da rodovia PE 320 uma placa de identificação da sua sede. 

O equipamento adquirido com recursos próprios tem 2 metros de largura, 4 de comprimento e uma  base com 5 metros de altura, e foi instalado para facilitar a identificação da localização da sede da entidade por parte de quem passa por aquela via. 

Essa é mais uma conquista da ADET, que graças a Deus, primeiramente, aos seus diretores, associados e colaboradores tem se mantido firme na luta por dias melhores para as pessoas com  deficiência.

O Diretor Heleno Trajano fez uma poesia em parceria com seu filho Heliezer Souza, parabenizando o presidente da Entidade Luiz Antonio (Nem) pela inicitiva de dar mais visibilidade a Entidade que no no mês de abril estará completando quinze anos de sua fundaçãoe logo abaixo veremos mais fotos.

A NOVA PLACA DA ADET
TRAZ MAIS VISIBILIDADE.

São quinze anos passados
Desde a sua fundação,
Promovendo a inclusão
E juntando os “separados”
Que não eram mais visados,
Nem tinham mais liberdade
De andar pela cidade,
Tudo agora se reflete.
A NOVA PLACA DA ADET
TRAZ MAIS VISIBILIDADE.

Superando o preconceito
E derrubando “muralhas”,
Foram muitas as “batalhas”
Contra a falta de respeito,
Revendo sempre o conceito
De  Solidariedade,
Trazendo mais igualdade
Que a todos nós compete.
A NOVA PLACA DA ADET
TRAZ MAIS VISIBILIDADE.
                                                                         
Vivenciando respeito...
Fazendo parte da história.
Ficaremos na memória
Por cada um ser aceito,
Estando no seu direito
Junto a sua entidade,
E sendo prioridade
Esse ideal se repete.
A NOVA PLACA DA ADET
TRAZ MAIS VISIBILIDADE.

Mote e poesia: Heleno Trajano.
Parceria de Heliezer Souza.
Edição: Poeta Eniel Alves.


    




    

Matéria: Eniel Alves e Heleno Trajano.

IDEALIZADOR DE PLANTA DA SEDE DA ADET FAZ VISITA A ENTIDADE.



No último dia 14/01, a ADET - Associação dos Deficientes de Tabira, teve a grata satisfação de receber a visita do Amigo Ranilson do Nascimento, idealizador e doador da planta para a construção da nossa Sede social, a (Ele) e ao Amigo Antonio Brito que o indicou, o nosso muito obrigado pelo belo geso solidário.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

ADET REALIZA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA COM SUCESSO!



        Aconteceu no último sábado 12/01, a Assembleía Geral ordinária da ADET - Associção dos Deficientes de Tabira, iniciou-se as 9h00 com o seu presidente Luiz Antonio saudando a todos e agradecendo pelas presenças e fazendo a prestação de contas. Com um breve relato falou da funcionalidade da Entidade e logo em seguida fez a leitura das dos balancetes financeiros e das atividades desenvolvidas no ano 2018, dizendo que apesar das dificuldades, a Associação cumpriu mais um ano a sua finalidade, que é de prestar serviços aos seus associados e lutar incansavelmente por políticas públicas para melhores dias dos associados e da classe.

          Em um breve resumo foi lido o relatório das atividades do ano 2018, e entre elas:
- Aquisição de 85 equipamentos ortópedicos entre: cadeiras de rodas,  cadeiras de banho (higiênica) muletas axilares, canadenses, andadores e bengalas (novos).
Emprestimos de equipamentos: Foram emprestados 166 Equipamentos ortpédicos  e foram
Devolvidos 135, nos quais foram feitas as devidas manutenções para futuros emprestimos. Enfatizamos que atendemos toda população do nosso município dentro das nossas possibilidades (claro).

         Ainda foi feito um agradecimento especial á Secretaria Ismênia, por sua dedicação ao trabalho na Entidade e ao Diretor e Responsável pelo Almoxarifado da Entidade, O Sr. Absolão Pereira Soares (Silon) que tambem é o responsável pela adaptação dos Veículos dos Amigos Portadores de Deficiências, e que já foram adaptados mais de 50 veículos no total.

         Outras atividas realizadas durante o ano, realizamos: 51 Programas de Rádio a Voz da ADET, que vai ao Ar todo os sábados das 13 ás 14 horas na Rádio Comunitária Tabira FM 87,9. Realizamos 12 reuniões mensais ordinárias, 02 participações em outros Programas de Rádio, 42 recuperação de equipamentos, 78 confecção de acentos e encostos de cadeiras de rodas, 260 plantões na Sede Social e a Confraternização da Entidade, no Tabira Campestre Clube.

       Dando prosseguimento a reunião foi facultada a palavra a todos os presentes, e todos os diretores fizeram questão de parabenizar o atual presidente da Entidade, Luiz Antonio da Silva (Nem), pela sua organização e cuidado na administração da Instituição, que este ano completa o seu 15º Aniversário, cumprindo de fato e de direito o seu papel de servir na área da inclusão social e de direitos, a todos que dela necessitarem.

O Ex-Presidente e atual Secretário Heleno Trajano, disse em resumidas palavras da sua gratidão pela união do grupo e frisou a persevarança, insistencia e a persistencia de todos para manter a Entidade de pé e funcionando bem, disse ainda saber das dificuldades enfrentadas, mas que foi com muita luta e garra que os objetivos foram conquistados, entre eles: A conquista do terreno da Sede e sua Escrituração Pública. O Ex-presidente Anchieta Araújo, também citou varias conquistas como a realização do Programa de Rádio A Voz da ADET, há 15 anos ar e falou da necessidade de se enviar ofícios para as escolas, convidando grupo de alunos para visitarem a Entidade.

      Durante a reunião tivemos a grata satisfação de receber um grupo de pessoas da cidade de Iguaraci - PE, junto com o presidente da APDI - Associação das Pessoas Com Deficiencias de Iguaraci, o Sr. João Amaral, que no ano 2007 conheceu a ADET e veio renovar este intercambio e troca de experiências e falar um pouco da necessidade de juntarmos forças a nível de Estado, para trazer melhores dias para os associados de ambas as Entidades.

        E por último o presidente agradeceu a presença de todos, deu por encerrada a reunião e convidou a todos para se deliciarem de um belo Lanche. A todos que se fizeram presentes, o nosso muito obrigado!

Por Heleno Trajano.

     


       

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

ADET - EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - 2018

CATETERISMO DE BEXIGA




   O Cateterismo (também conhecido como Cateterismo Vesical Intermitente) , é uma técnica desenvolvida 
para tratar pacientes de qualquer idade que apresentam problemas de esvaziamento da bexiga urinária. É a passagem de uma sonda, da uretra até a bexiga, com o objetivo de drenar a urina.
   Seu treinamento é rápido e de fácil aprendizado. Ele pode ser realizado pelo próprio paciente ou por algum cuidador . Mas é bom ambos ter um treinamento para realizar essa técnica.

Materiais (podem ser comprados em farmácias ou ganhar da prefeitura de sua cidade):

• água e sabão neutro
• cateter uretral plástico (sonda) com calibre de acordo com a idade
• recipiente para coletar a urina
• um pote plástico com tampa para armazenar a sonda
• um frasco com graduação para medir a urina
• um espelho (para mulheres)

1º passo:
Lavar as mãos e os genitais com água e sabão neutro.

2º passo:
Reunir o material (o cateter, a lidocaína gel e o recipiente para coletar a urina) em um lugar bem iluminado
e limpo.

3º passo:
Escolher uma posição confortável.

Homens: deitado, recostado no leito, sentado ou em pé.

Mulheres: Recostada no leito: dobrar as pernas e acomodar o espelho para visualizar o meato urinário

Sentada ou em pé: apoiando um pé sobre um degrau (cama, escada, vaso sanitário...), acomodar o espelho
para visualizar o meato urinário.


 No caso de o procedimento ser realizado pelo cuidador, a posição mais confortável é a deitada.

4º Passo: 
Aplicar uma pequena quantidade de lidocaína gel sobre o cateter e introduzí-lo no meato urinário até o momento em que a urina comece a drenar.

Homens: devem lubrifcar o cateter com a lidocaína gel, segurar o pênis na posição reta e, em seguida, introduzí-lo.

5º Passo:
Quando parar de sair urina, puxar lentamente o cateter e aguardar o término da drenagem para, então,
retirá-lo totalmente.

6º Passo:
Ao fnalizar o procedimento, medir o volume de urina drenado e anotar na folha de registros (última página deste manual). Esse controle permitirá que você programe o número de cateterismos necessário durante o
dia.

7º Passo:
Lavar o cateter, por fora, com água e sabão e deixar correr água por dentro durante 10 segundos. Secá-lo
com uma toalha limpa e guardálo dentro da geladeira em um pote com tampa, seco e limpo. Não deve ser colocado no congelador ou freezer. Ao encerrar, lavar as mãos.


Quantas vezes realizar o cateterismo vesical durante o dia?

Para estabelecer o número de cateterismos vesicais por dia, você deverá saber qual é a quantidade de urina
que fca de resíduo dentro da sua bexiga (volume residual), após urinar espontaneamente ou após a tentativa
de urinar.
Se o volume residual se mantiver na maioria das vezes:
• até 100 ml: nenhum cateterismo
• de 100 a 200 ml: 2 cateterismos ao dia
• de 200 a 300 ml: 3 cateterismos ao dia
• de 300 a 400 ml: 4 cateterismos ao dia
• acima de 400ml: 6 cateterismos ao dia

Observações
• Não é necessário usar luvas ou material antisséptico.
• Não usar vaselina como lubrifcante do cateter, porque pode levar à formação de cálculos na bexiga.
• O uso de lidocaína gel é dispensável nas mulheres.
• O mesmo cateter uretral pode ser usado por até 14 dias.
• Não forçar a passagem do cateter, quando encontrar resistência. Nessa situação, retire-o e tente introduzí-
lo novamente, girando-a em torno de si mesmo.
• Pacientes com lesão medular não devem pressionar a barriga na altura da bexiga para acelerar o esvaziamento.
• Em caso de sangramentos, calafrios, febre, urina turva ou com cheiro forte, procurar atendimento médico.

Importante
• Procure beber água diariamente, seguindo a orientação do seu médico.
• Restrinja a quantidade de líquidos à noite para evitar acúmulo de urina durante o sono.
Dicas de saúde
• Faça alguma atividade física pelo menos 3 vezes por semana.
• Procure manter uma alimentação saudável à base de frutas, verduras, legumes e carnes magras.

   Quando o procedimento é realizado com todas as etapas indicadas e com bastante higiene, o recurso passa
 a ser mais seguro, diminuindo as complicações, reduzindo os índices de infecções urinarias, preservando o trato urinário superior, preservando também o músculo da bexiga.
   Além de que melhora a qualidade de vida dos pacientes pois melhora a continência, promove maior independência, assegura um melhor convívio social, ajudando na recuperação da auto estima.
   Estude, peça orientações para seu médico e treine, mais sempre com muita higiene!

Fonte:
http://www.hcpa.ufrgs.br/downloads/Comunicacao/volume_15.pdf

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

ADET REALIZA SUA ULTIMA REUNIÃO ORDINÁRIA DO ANO, COM A PRESENÇA DA ADVOGADA E VEREADORA DRA. CLAUDICEIA ROCHA.

Aconteceu no último sábado dia 08/12 a última reunião mensal ordinária da ADET - Associação dos Deficientes de Tabira, o presidente Luiz Antonio da Silva fez a abertura da reunião agradecendo pela presença de todos (as), falou da data para a realização da Assembléia Geral Ordinária e da data da confraternização. Registrou a presença da Advogada e Vereadora Dra. Claudiceia Rocha e fez um breve relato sobre o funcionamento da entidade e das conquistas e necessidades que a mesma enfrenta no momento.

     Em seguida facultou a palavra a todos, inicialmente o Ex presidente e 1º Secretário Heleno Trajano fez o uso da palavra falando e parabenizando a cidade de Tabira por ser bem servida de seguimentos sociais organizados, tanto na cidade como na zona rural, citando algumas que existe, de duas representar o mesmo seguimento, a exemplo de duas Associações de Poetas e de Trabalhadores Rurais. Heleno Trajano ainda falou da grande importancia da ADET para o seguimento das Pessoas Com Deficiências no municipio, e não só para estas, como para toda sociedade, uma vez que na medida do possível e de acordo com a demanda, assim acontece nos dias atuais. e logo depois falaram os demais diretores.

      Dando continuidade a reunião, tivemos a grata satisfação de facultar a palavra e ouvir A Nobre Advogada e Vereadora Dra. Claudicéia Rocha, que depois de agradecer pelo convite, cumprimentou a todos e iniciou suas palavras falando um pouco da previdencia social e também do cadastro obrigatório do cadÚnico que nesse final de ano é obrigado todas Pessoas que não recebem 13º sálario se cadastrarem. E a Dra. Claudiceia ainda falou das rúbricas aprovadas para o pagamento das subvenções sociais no PPA e LDO (orçamento municipal para 2019). Em seguida relatou que desejava ajudar a ADET e para isso fez a indicação de  dois mil reais das emendas impositivas para a Entidade e tambem para mais cinco outras Entidades e ainda se tornou Socia Madrinha da Entidade e disse que a partir daquele momento mais uma de suas contribuições para a Associação, era prestrar serviços Advocatícios para a Entidade, mediante encaminhamento da diretoria da mesma.

        Em nome de toda Diretoria e asssociados da ADET, gostariamos de agradecer imensamente a visita da Dra. Claudiceia Rocha  e a dizer da importancia da citada visita para o engrandecimento dos trabalhos realizados na nossa Entidade, e que suas ações e colaborações, sirvam de exemplo para que outros parlamentares e autoridades nos visitem também e deixem a sua contribuição de alguma forma para o enaltecer os trabalhos desenvolvidos na nossa Associação.

         Se fizeram presente á reunião os seguintes Diretores: Presidente Luiz Antonio, Ex presidente Heleno Trajano, Ex Vice presidente Girleide Gomes, e pos demais diretores: Absolão Soares (Silon), Maria de Fátima, Maria Aparecida, Maria Eunice, e ainda da Dra. Claudiceia Rocha e Heliezer Souza e Alberto Silva.

     Gostariamos de registrar o nosso mais profundo agradecimento a todos os que se fizeram presentes e a toda diretoria, associados, parceiros e colaboradores da Entidade desde já desejar á todos Um Feliz Natal e Próspero Ano Novo! cheio de muita paz, saúde e sucesso!!!

Por Heleno Trajano.





quinta-feira, 11 de outubro de 2018

DEFICIENTE É A SOCIEDADE!

Coluna do Frei Beto

Escritor e conferencista, as palavras são a matéria-prima de minha vida. Como observou Machado de Assis, “as palavras têm sexo. Amam-se uma às outras. Casam-se”. E acrescento: têm ideologia, não são neutras.

Há palavras e expressões que, com o tempo, desabam do paraíso ao inferno. São rejeitadas pelo crivo implacável do politicamente incorreto. Porque estão impregnadas de preconceitos.
Na minha infância, chamava-se aleijado quem tivesse uma deficiência física que lhe dificultasse a mobilidade. Depois, deficiente físico. Em seguida, portador de deficiência física. Mais tarde, pessoa portadora de necessidades especiais.
Ora, toda a terminologia do parágrafo acima recai sobre a caracterização do indivíduo, quando deveria caracterizar a sociedade. Ela é a deficiente, pois torna esse indivíduo um ser com dificuldades de interação e integração, em especial quando lhe faltam equipamentos sociais que lhe facilitem atividades e mobilidade. 
Cadeirantes e caminhantes (outras palavras equivocadas!) são, perante a lei, iguais em direitos. Há, porém, uma diferença. Por ser portador de uma anomalia física, cadeirantes possuem também direitos especiais (rampa de acesso, estacionamento, toalete amplo etc.) que eu não possuo. Ou melhor, possuo enquanto idoso.
Não seria mais adequado deslocar a terminologia da limitação física para a sociedade? Ela, sim, é que transforma a diferença em restrição e preconceito. Sugiro, portanto, que sejam chamadas de pessoas portadoras de direitos especiais. Como o são também idosos, gestantes, obesos, indígenas, etc.
Quem sabe, assim, a sociedade deixe de encará-las como problema, quando o problema reside na falta de equipamentos sociais e garantias de pleno usufruto de seus direitos, os universais e os especiais.

Por Heleno Trajano