sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Projeto prevê atendimento especializado para autismo e síndrome de Down

17/09/2019 - 16:22  

Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Soraya Manato: objetivo é a inclusão social e no mercado de trabalho

O Projeto de Lei 3933/19 prevê a criação de centros de referência especializados no atendimento às pessoas com transtorno do espectro autista e síndrome de Down, com o objetivo de capacitá-las para o mercado de trabalho, além de atenção à saúde, educação e assistência social.

Pelo texto, as despesas com instalação e manutenção dos Centros de Referência serão custeadas pela União e reajustadas pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A autora do projeto, deputada Soraya Manato (PSL-ES), explica que o  atendimento aos dois segmentos foca no desenvolvimento da autonomia.

“Seu objetivo último é a busca da felicidade do ser humano. O objetivo intermediário é a inclusão social e no mercado de trabalho”, destaca a parlamentar.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência; de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição - Wilson Silveira

Fonte: https://www.camara.leg.br/notícias

Postado por: Antônio Brito

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ALTERAÇÃO NA CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pode ser adquirida por qualquer pessoa que consiga passar nos exames necessários. Inclusive o candidato portador de algum tipo de limitação física, que não interfira na capacidade de dirigir, pode conduzir normalmente, desde que o veículo seja adaptado.
A maioria das carteiras especiais emitidas não está em sua primeira via. O que mais acontece são pessoas que já possuem habilitação que são acometidas posteriormente por algum tipo de deficiência. Em casos como esse é necessário que o condutor faça o mais rápido possível a alteração de sua CNH.
O processo exige um novo exame médico e prático que irá avaliar se o motorista é apto a dirigir nesta nova situação. O deficiente que circula com a carteira desatualizada pode ser multado, responder criminalmente por acidentes e ter sua carteira de habilitação apreendida.
Atualmente a sequência é a seguinte:
· Exames médico e psicotécnico.
· Exame Prático no DETRAN (Antes do exame prático, o carro é vistoriado por um médico perito que checa se as adaptações estão de acordo com a deficiência constatada. Na CNH Especial está especificada a adaptação necessária para que o deficiente dirija em segurança.

Fonte: https://www.deficienteciente.com.br

Postado por: Antônio Brito

O uso da tecnologia assistiva na sexualidade da pessoa com lesão medular.

Você está sendo convidado para participar da pesquisa de conclusão de curso denominada “O uso da tecnologia assistiva na sexualidade da pessoa com lesão medular”. Para participar desta pesquisa é necessário concordar com o termo de consentimento livre esclarecido. Desde já, agradeço a sua participação!

Termo de Consentimento Livre e Esclarecido
(De acordo com as Normas das Resoluções CNS nº 466/12 e no 510/16)

Você está sendo convidado para participar da pesquisa “O uso da tecnologia assistiva na sexualidade da pessoa com lesão medular”. Você foi selecionado para responder um questionário online e sua participação não é obrigatória. A qualquer momento você pode desistir de participar e retirar seu consentimento. Sua recusa não trará nenhum prejuízo em sua relação com o (a) pesquisador (a) e nem com qualquer setor desta Instituição.
O objetivo deste estudo é descrever as possibilidades de uso da tecnologia assistiva na sexualidade da pessoa com lesão medular. Destaca-se que a tecnologia assistiva envolve a pesquisa, fabricação, uso de equipamentos, recursos ou estratégias utilizadas para potencializar as habilidades funcionais das pessoas com deficiência.
É possível que o (a) senhor (a) experimente algum desconforto, principalmente relacionado à resposta do questionário estruturado. Para amenizar possível desconforto o (a) senhor (a) não será obrigado(a) a responder as perguntas caso sinta-se incomodado (a).
As informações obtidas através dessa pesquisa serão confidenciais e asseguramos o sigilo sobre a sua participação. Sua colaboração é importante para o estudo de como está sendo usada a tecnologia assistiva na sexualidade de pessoas com lesão medular e dessa forma agregar conhecimento sobre o tema e incentivar novas pesquisas. Os dados serão divulgados de forma a não possibilitar a sua identificação. Os resultados serão divulgados em apresentações ou publicações com fins científicos ou educativos. Você tem direito de conhecer e acompanhar os resultados dessa pesquisa, para tal é só entrar em contato por email com as pesquisadoras.
Participar desta pesquisa não implicará nenhum custo para você, e, como voluntário, você também não receberá qualquer valor em dinheiro como compensação pela participação. Você receberá uma via deste termo com o e-mail de contato dos pesquisadores que participarão da pesquisa e do Comitê de Ética em Pesquisa que a aprovou, para maiores esclarecimentos. Se você tiver alguma consideração ou dúvida sobre a ética da pesquisa, entre em contato com o Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do Instituto Federal do Rio de Janeiro, Rua Buenos Aires, 256, 6º andar, Centro, Rio de Janeiro- telefone 3293-6125 de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas, ou por meio do e-mail: cep@ifrj.edu.br. O Comitê de Ética em Pesquisa é um órgão que controla as questões éticas das pesquisas na instituição e tem como uma das principais funções proteger os participantes de qualquer problema.

Instituição: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
Nome do pesquisador: Caciana da Rocha Pinho
Tel: (11) 98444-6344
E-mail: caciana.pinho@ifrj.edu.br
Orientanda: Bruna Barbosa Barreto
Tel: (21)9700-12716
E-mail. bruna.bbarreto@hotmail.com

Fonte: https://docs.google.com

Postado por: Antônio Brito

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Terça-feira, 03 de setembro de 2019 Associação dos Deficientes de Tabira é declarada de Utilidade Pública pela Alepe



A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) publicou o decreto (nº 000521/2019) que declara de Utilidade Pública a Associação dos Deficientes de Tabira (ADET).


A associação privada sem fins lucrativos desenvolve atividades de apoio às pessoas com deficiência. A entidade oferece equipamentos ortopédicos a título de comodato, tais como cadeiras de roda, cadeiras de banho, andadores, muletas e bengalas. A associação também auxilia as pessoas com deficiência em questões burocráticas.


“Outra área de atuação da Associação dos Deficientes de Tabira consiste na promoção da educação consciente, por meio de palestras em escolas com a finalidade de difundir o respeito e conhecimento acerca dos direitos das pessoas com deficiência. AADET conta ainda com o Programa de rádio Semanal, utilizado para defesa dos direitos da classe, informar a população e divulgar os trabalhos realizados pela associação”, disse o autor da proposta, Clodoaldo Magalhães.


A ADET possui reconhecimento municipal de entidade filantrópica e registro no Conselho Nacional de Assistência Social.

Fonte: Vlog do Marcelo Patriota

Postado por: Antônio Brito


segunda-feira, 26 de agosto de 2019

ADET - PARTICIPA DA SEMANA DA PESSOA COM NECESSIDADES ESPECIAIS CELEBRADA EM TABIRA



Tabira vivenciou de 21 a 23 de agosto de 2019 mais uma Semana da Pessoa Com Necessidades Especiais, este ano promovida pelo Centro de Atendimento Educacional Especializado  CAEE - Profª. Sineide de Lima Gomes e pela Secretaria Municipal de Educação.

A abertura oficial foi marcada por homenagens, pela entrega do “Selo Escola Inclusiva e Selo Gestão Inclusiva” e pelas apresentações culturais do Balé em Libras, da Escola Professor José Odano, do Balé Cultural Express Art, de Afogados da Ingazeira e do cantor tabirense Everton Freitas.

A programação seguiu na tarde desta quinta-feira, 22, com homenagens e exposições dos trabalhos dos alunos especiais e com as apresentações da Infância Rimada, AJUPTA e Grupo de Xaxado – Bandoleiros do Sertão.

A ADET - Associação dos Deficientes de Tabira participou ativamente todos os dias desde a abertura até o último dia com Caminhada da alegria, Inclusive A Entidade foi homenageada e foi entregue ao seu presidente Luiz Antonio da Silva o "SELO GESTÃO INCLUSIVA", Sendo o mesmo convidado a fazer parte da mesa junto às demais autoridades.

No último dia da caminhada da alegria (sexta feira, 23) que saiu do antigo Fórum até a Praça Gonçalo Gomes, A ADET através do seu Presidente Luiz Antonio, fez a distribuição de bonés da Entidade para alguns participantes do evento, tornando assim mais positiva e ativa  a participação da Associação neste importante evento, queremos em nome da ADET agradecer aos diretores que se fizeram presentes.

Parabéns para a ADET - Associação dos Deficientes de Tabira, que mais uma vez através do seu Presidente Luiz Antonio (Nem) e demais diretores fizeram bonito, representando a Entidade que fez este ano o seu 15º aniversário com muitas conquistas e empenho em busca de melhores dias, direitos e políticas públicas para as Pessoas Com Deficiência do nosso município.

Segue abaixo algumas fotos do evento: 

Matéria: Heleno Trajano
Fotos: retiradas do blog Institucional da Prefeitura Municipal de Tabira.
















 

terça-feira, 2 de julho de 2019

"MENINA DOS OLHOS" DA EMANCIPAÇÃO, CENTRO DE REABILITAÇÃO FOI ENTREGUE EM SOLENIDADE.


As características e funcionalidades foram descritas pela jovem Maria Gabriele. Deficiente visual, ela leu o texto em braile.
Com 1.600 m² de área construída, R$ 3 milhões investidos na obra física e R$ 1,5 milhão investido na aquisição dos equipamentos, o Centro Especializado em Reabilitação Física, Auditiva e Visual – Governador Eduardo Campos, foi inaugurado como a “menina dos olhos” da programação dos 110 anos de Afogados da Ingazeira.
A unidade contará com 21 profissionais atendendo nas três áreas de reabilitação. Especialistas nas áreas de oftalmologia, ortopedia, otorrinolaringologia, neurologia, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia, assistência social e enfermagem. O centro tem capacidade de atendimento para 500 usuários por mês.
Participaram da inauguração a Renata Campos, viúva do ex-governador Eduardo Campos; o seu filho, o Deputado Federal João Campos; o Senador Humberto Costa; Prefeitos das cidades de Carnaíba, Flores, Quixaba, Iguaraci, Sertânia, Calumbi, Tuparetama, Itapetim, Tabira, São José do Egito, Brejinho e Santa Terezinha. Participaram os Vereadores de Afogados, Igor Mariano, Daniel Valadares, Augusto Martins, Sargento Argemiro, Agnaldo Rodrigues, Cícero Miguel, Luiz Besourão, Raimundo Lima, Reinaldo Lima, Rubinho e Rivelton Santos. A inauguração também contou com as presenças do Vice-Prefeito Alessandro Palmeira, dos Secretários Estaduais de Saúde, André Longo, e de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto, ex-prefeito Totonho Valadares, além da Vereadora pelo Recife, Aline Mariano.
A leitura das características e funcionalidades do novo equipamento foi feita pela jovem Maria Gabriele. Deficiente visual, ela leu o texto em braile, detalhando a importância da obra. Na parte musical, a animação ficou por conta do jovem Mateus Lima, também deficiente visual, que tocou “Anunciação” no teclado.
“Existem apenas quatro equipamentos iguais a esse no Brasil. Eu desconheço, no Recife, por exemplo, um lugar tão amplo e com tantos equipamentos especializados quanto aqui. Agradeço ao governador pela doação do terreno, aos profissionais dedicados da saúde, aos profissionais que irão atender aqui, e peço que cuidem do espaço e tratem a todos com humanidade e respeito,” destacou o Prefeito José Patriota.
João Campos falou em nome da família e da mãe Renata, que recebeu um buquê de flores das mãos de Madalena Leite, Primeira Dama. Em sua fala, o Governador Paulo Câmara destacou que sempre sai do Pajeú com as energias renovadas e destacou a importância nos investimentos em saúde. “A saúde tem sido um grande desafio. Em 2020 esperamos inaugurar o hospital do Sertão, inauguramos hoje este belíssimo espaço que é uma referência no Brasil,” afirmou o governador, que destacou ainda as melhorias implantadas no Hospital Regional Emília Câmara, que triplicou o numero de atendimentos.
O Monsenhor João Carlos Acioly Paes, acompanhado do Padre Josenildo do Pajeu, fez a bênção do novo espaço. “Vai trazer atendimento todo especial para os mais pobres, os deficientes. Que bom Patriota, você continuar sendo fiel aos seus princípios e origem, cuidando dos deficientes, dos excluídos, dos mais pobres. Como portador de necessidades especiais fico muito feliz com essa obra,” destacou o Monsenhor.

terça-feira, 23 de abril de 2019

ADET COMPLETA 15 ANOS DE LUTA EM PROL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.


Com uma história marcada pela luta em defesa dos direitos das pessoas com deficiência a ADET - Associação dos Deficientes de Tabira -, completou na última quinta-feira, 18/04, quinze (15) anos de existência; sendo a associação pioneira nesse segmento em nossa região e servindo como referência para a criação de associações afins em cidades próximas à nossa.

A ADET foi fundada em 18 de abril de 2004 através da união e da mobilização de pessoas com deficiência com o objetivo de promover a inclusão e lutar para que os seus direitos sejam garantidos. A busca pela conscientização da sociedade como um todo, em relação ao convívio com as pessoas com deficiência, também tem sido uma das finalidades da entidade.

Com caráter de entidade filantrópica registrada no Conselho Nacional de Assistência Social e reconhecida como entidade de utilidade pública nas três esferas de governo (municipal, estadual e federal), a ADET tem promovido muitas ações no decorrer da sua história, como: implantação de uma biblioteca e de uma escola de informática em sua sede; realização de palestras em vários locais; encaminhamento de passes livres interestaduais para o Ministério dos Transportes; realização de um programa de rádio, semanalmente, na rádio TABIRA FM; realização da Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, a nível local, com o apoio do governo municipal; participação em conselhos municipais e em conferências para a discussão de temas sociais; e a principal das ações que é o empréstimo de equipamentos ortopédicos; além de várias outras ações que só foram realizadas graças a Deus primeiramente, aos diretores e aos colaboradores, como: comerciantes, empresários, voluntários, governo municipal, Poder Judiciário, Ministério Público e etc.

Ao longo desses quinze (15) anos a associação já passou por muitas dificuldades, mas também já obteve muitas conquistas, sendo uma das principais a construção da sede própria, construída na segunda gestão do ex-presidente Luiz Miguel da Silva. A primeira sede da ADET foi localizada na Rua Wellington Nunes Lustosa (Rua 06), Bairro Jureminha; A segunda sede foi localizada na Rua Desembargador João Paes, Centro (essas duas sedes funcionaram na residência do diretor Heleno Trajano); A terceira sede foi localizada na Rua Valdemir Leite Soares, Centro; A quarta sede também foi localizada na Rua Desembargador João Paes, porém em outro imóvel e a quinta e atual sede é localizada na Rua Pedro Estevão da Silva, s/n, Bairro Nossa Senhora dos Remédios em um prédio pertencente à associação.

A ADET é formada por uma diretoria composta por quinze (15) diretores que são eleitos para um mandato de dois (02) anos e já teve os seguintes presidentes: 1º Presidente: Luiz Miguel da Silva - biênio 2004/2006, 2º Presidente: Francisco Anchieta de Araújo Lopes (in memória) - biênio 2006/2008, 3º Presidente: Heleno Trajano Pereira - biênio 2008/2010, 4º Presidente: Luiz Miguel da Silva - biênio 2010/2012, 5º Presidente: Luiz Miguel da Silva - biênio 2012/2014, 6º Presidente: Luiz Antônio da Silva – biênio 2014/2016, 7º Presidente: Luiz Antônio da Silva – biênio 2016/2018 e 8º e atual Presidente: Luiz Antônio da Silva – biênio 2018/2020.


São quinze anos de luta pela vida
Que A ADET completa com vitória,
Construindo ela a própria a sua história,
E por isso a ação é garantida.
Essa luta por Deus é construída
Com a ajuda de quem tem coração,
De mãos dadas em busca da Inclusão
Procurando fazer cidadania,
Atendendo aos irmãos com alegria
Viva a luta da ADET, meu irmão!

Geneci Cristóvão.



Tabira, 18 de Abril de 2006.
Adaptação da (data)
PARABÉNS PARA A FAMÍLIA ADET!

Fonte: www.trajandocidadania.com.br