sexta-feira, 29 de setembro de 2017

ADET PARTICIPA DE PALESTRA SOBRE INCLUSÃO E TRANSITO NA ESCOLA OTACIANO PEREIRA DA SILVA - B. VITORINIO GOMES.



Nesta quinta-feira 28/09 A ADET - Associação dos Deficientes de Tabira, recebeu um importante convite para duas palestras, manhã e tarde e se fez presente na Escola Municipal Otacílio Pereira da Silva, no Bairro Vitorino Gomes. Para representar a Entidade, lá estiveram presentes os seguintes diretores: na parte da manhã: Antonio Brito e a Ex Diretora da Entidade, Maria Eunice Ferreira, já na parte da tarde estavam presentes os seguintes Diretores: Antonio Brito, Maria do Socorro e Girleide Gomes.

O assunto das palestras foi indicação da diretora da propria Escola e os assuntos foram: As Diferenças e O Transito, o público presente foram: Professores, Pais e Alunos. Tivemos a presença  da Guarda Municipal da cidade de Solidão através de Ericlaudio que falou sobre o transito, muito boas as apresentações.

Em nome da ADET, gostaríamos de agradecer a todos que fazem a Escola Otacílio Pereira da Silva, Funcionários, Pais, Alunos e Professores e especialmente a Diretora da Escola A Sra. Maria Iris Miron Batista pelo convite e recepção oferecida, o nosso muito obrigado á todos!

Segue abaixo algumas fotos dos eventos:






 Por Antonio Brito.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

VEM AI MAIS UM BINGO BENEFICENTE, COM PARTE DA RENDA EM PROL DA ADET



No último sábado 23/09, tivemos reunião extraordinária na sede social da ADET, para tratarmos de diversos assuntos, dentre eles a realização de mais Um Bingo com parte da renda em prol da nossa Entidade, portanto compartilhe, faça a sua parte, participe!

Estiveram presente os seguintes Diretores:
Luiz Antonio (Nem), Anchieta Araujo, Heleno Trajano, Luiz Egidio (Escurinho), Girleide Gomes, José Sabino, Aparrecida Benedito, Maria de Fátima, Absolão Pereira (Silon), Antonio Brito e Claudecir Queiroz.

O nosso muito obrigado pela prsença de todos!




Por Heleno Trajano.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

DIA NACIONAL E MUNDIAL DO SURDO

O “Dia do Surdo” é comemorado em duas datas: 26 de Setembro – Dia Nacional do Surdo e 30 de Setembro – Dia Mundial do Surdo.
Em 26 de Setembro de 1857, no Rio de Janeiro, foi criada a primeira Escola de Surdos no Brasil.
A Língua de Sinais Francesa influenciou na construção da Língua de Sinais Brasileira, já que o professor francês Huet educou muitos surdos brasileiros e, além disso, a INES – Instituto Nacional de Educação de Surdos – hoje é bilíngue e continua atendendo todas as necessidades de seus alunos.
A cor Azul simboliza essa data, pois no XIII Congresso Mundial de Surdos, Dr. Paddy Ladd usou laço de fita nessa cor, que é considerada viva e mostra que as pessoas surdas não tem vergonha nenhuma de ser como são.
A Educativa prioriza a integração social dos seus alunos, mostrando que cada ser é único e trazendo a importância do respeito ao próximo.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

RANKING DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO BRASIL

 

Você sabia que 24% dos brasileiros tem algum tipo de deficiência? Para garantir a acessibilidade, a lei também prevê mudanças no Estatuto da Cidade para que a União seja corresponsável, junto aos estados e municípios, pela melhoria de condições de calçadas, passeios e locais públicos para garantir o acesso de pessoas com deficiência.

Fonte: http://nossacausa.com/estatuto-da-pessoa-com-deficiencia-e-sancionado-por-dilma/

DIA NACIONAL DE LUTA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CHAMA ATENÇÃO PARA INCLUSÃO


De acordo com o Censo 2010, mais de 45 milhões de brasileiros possuem pelo menos um tipo de deficiência, representando quase um quarto da população
Poucos dias após o fim da Paralimpíada Rio 2016, o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é comemorado nesta quarta-feira (21). A data chama a atenção, novamente, para a inclusão das pessoas com deficiência, quase um quarto da população brasileira.
O Dia Nacional foi instituído por iniciativa de movimentos sociais, em 1982, e oficializado pela Lei Nº 11.133, de 14 de julho de 2005. A data foi escolhida para coincidir com o Dia da Árvore, representando o nascimento das reivindicações de cidadania e participação em igualdade de condições.
Ações especiais do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência ocorrerão em todos os Estados, como entrega de documentos com reivindicações, seminários e eventos culturais.
Direitos
Em 2008, o Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e o Protocolo Facultativo, e o documento obteve aqui equivalência de emenda constitucional. Da convenção, surgiu a Lei Brasileira de Inclusão (LBI), que trata os objetivos de forma mais concreta e entrou em vigor em janeiro deste ano.
Alguns artigos que ainda precisam de regulamentação são prioridades da gestão, informa Rosinha da Adefal, Secretária Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Justiça e Cidadania (Sepd/MJC).
Facilitar o acesso a órteses e próteses, além de aumentar a acessibilidade urbana e na comunicação, são outras metas da secretaria, cujo trabalho é articular o que está previsto em lei com as pastas responsáveis.
“Até 2008, fazíamos avaliação da deficiência só com olhar médico. […] Com o conceito de deficiência pela convenção, não é só a deficiência pura e simplesmente, mas o contexto em que ela vive vai fazê-la mais ou menos limitada”, explica a secretária.
Um grande desafio, lembra Rosinha, é aplicar as ações em todo o País, muito extenso e diverso. “Às vezes, conseguimos, tal qual está na lei, resolver um grande problema de acessibilidade, mas é pontual, devido a questões geográficas e culturais.”
Segundo a secretária, o governo está trabalhando no redesenho do Plano Viver sem Limite e no fortalecimento de uma política pública permanente. Também fruto da convenção, o plano prevê políticas governamentais de acesso à educação, inclusão social, atenção à saúde e acessibilidade.
Inserção na sociedade
De acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 45 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência.
Em contraste ao número, a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho, mostra que 327.215 pessoas com deficiência ocupavam vagas no mercado de trabalho formal em 2014, mesmo com a Lei de Cotas garantindo o direito de inserção às pessoas com deficiência nas empresas.
Nas escolas, segundo dados do Ministério da Educação (MEC), o acesso de pessoas com deficiência aumentou 381% entre 2003 e 2014. Nesse intervalo, o número de matrículas de PCDs saltou de 145.141 para 698.768.
Esporte
A Paralimpíada Rio 2016 é um marco na luta e na história do esporte brasileiro. Nesta edição, participaram 287 atletas (185 homens e 102 mulheres) em 22 modalidades, a maior delegação já enviada pelo País. Os atletas conquistaram 72 medalhas, outro recorde para o Brasil – 67% a mais do que na edição anterior, em Londres.
Os números da bilheteria também impressionam: foram vendidos 2,1 milhões de ingressos no total, segunda maior venda da história da Paralimpíada, mostrando o interesse do brasileiro pela diversidade e inclusão por meio do esporte.
Para a secretária, a Paralimpíada deixa dois grandes legados: o urbano, do investimento em transportes, mobilidade e acessibilidade; e o comportamental, que mostra que as pessoas com deficiência são dignas de respeito e admiração pelas suas vitórias.
“A Paralimpíada trouxe visibilidade para nossa eficiência, qualidades, dons e conquistas. E não só no momento da medalha, mas também na vida comum, que traz grandes conquistas”, comemora Rosinha, lembrando da grande quantidade de crianças que frequentaram as competições. “A médio e longo prazo, teremos uma sociedade muito mais inclusiva.”
Informação: www.brasil.gov.br

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

CALENDÁRIO INCLUSIVO.

Oi queridos leitores!

Compartilho com vocês o calendário que fiz e coloquei o nome de Calendário Inclusivo, pois nele tem as datas comemorativas voltada às pessoas com deficiência, assim lembraremos de comemorar todas.  

Divulgem!



Postagem: Heleno Trajano

JUSTIÇA CONFIRMA PASSE LIVRE PARA DEFICIENTES EM AVIÕES

JUSTIÇA CONFIRMA PASSE LIVRE PARA DEFICIENTES EM AVIÕES 

Justiça confirma liminar que dá passe aéreo a deficientes.


Curitiba A 3ª turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, em Porto Alegre, decidiu, por unanimidade, manter a liminar que obriga a TAM, Varig e Vasp a concederem passe livre para portadores de deficiência física, comprovadamente carentes, quando a viagem for necessária para tratamento de saúde. A decisão referendou o voto da relatora, desembargadora Maria de Fátima Freitas Labarrere. O benefício tinha sido garantido inicialmente pela 2ª Vara Federal de Foz do Iguaçu, em ação movida pelo Ministério Público Federal, em janeiro.


As três empresas, que podem recorrer da decisão, precisarão ainda afixar avisos nos aeroportos e nos guichês e pontos de venda de passagens, onde também deverão estar disponíveis modelos de declaração de carência. No dia 7 de abril, a desembargadora Maria de Fátima já havia rejeitado agravo de instrumento interposto pela TAM. A empresa argumentava que a Justiça, ao ordenar a reserva de assentos, estava alterando a lei e exercendo atribuição exclusiva do Ministério da Defesa, que é o poder concedente dos serviços aéreos.


Fonte: Agência Estado
http://www.ppd.mppr.mp.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=29
Postagem: Heleno Trajano 

domingo, 10 de setembro de 2017

ADET REALIZA SUA 9ª REUNIÃO MENSAL ORDINÁRIA.



Ontem, 09/09 (SÁBADO) a A ADET Associação dos Deficentes de Tabira, realizou a sua 9ª Reunião Mensal Ordinária, onde tratamos de vários assuntos, referentes a Entidade, entre Eles, cada Diretor falou um pouco da importancia da realização da semana estadual da Pessoa Com Deficiência, da importancia da parceria com as Escolas e os temas abordados durante a Semana.

Falamos também sobre as mídias sociais da Entidade e suas importancias para promover a Inclusão Social e divulgar os nossos trabalhos, e que devemos aproveitar essa liberdade das mídias para cada vez mais cobrar políticas públicas para a nossa classe.

e ainda encontramos os Amigos e Amigas para juntos descontrair nós um pouco, esse é mais um dos objetivos da nossa Associação, O encontro mensal ou semanal o diário para compartilhamos experiencias e alegrias viviadas durante aqueles dias...

Se fizeram presentes á reunião os seguintes diretores:

Presidente Luiz Antonio, Vice Presidente Anchieta Araújo, 1º Secretário Heleno Trajano, Tesoureiro: Maria do Socorro, Suplentes: Maria de Fátiama e José TadeuAbsolão Pereira (Silon), Maria Aparecida Antonio Brito.

seguidos tambem dos que justificaram as suas ausencias e motivos:
Daniel Rocha, Antonio Vicente e Luiz Egídio (conhecido popularmente como Escurinho)

Obrigado pela companhia de Todos e pelos momentos agradáveis, um abraço!

Matéria e fotos
Heleno Trajano.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

ARTIGO 5º DA CONST. FEDERAL DO BRASIL




Fonte: http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2012/04/carros-atendimento-a-deficientes-e-precario-apesar-de-mercado-crescente

MÊS OFICIAL DA INCLUSÃO SOCIAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA.



Com a aprovação, esta semana, do projeto de lei da deputada Márcia Maia (PSDB) que cria o Setembro Verde, o Rio Grande do Norte terá um mês dedicado às ações e ampliação dos debates e promoção da conscientização sobre a inclusão da pessoa com deficiência na sociedade. De acordo com números divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU), ter alguma deficiência aumenta o custo de vida em cerca de um terço da renda, em média. Apenas 45% (meninos) e 32% (meninas) de pessoas com deficiência escolar concluem o primário em países em desenvolvimento, como o Brasil.
“Diante dos números e da realidade, torna-se fundamental debater e dar ainda mais visibilidade ao tema, ressaltar a importância do respeito às diferenças, garantir os direitos dessa parcela da população”, afirma a deputada. Para Márcia Maia, é urgente a luta para mudar a cultura da sociedade a fim de que a pessoa com deficiência seja vista como qualquer outra, com habilidade, capacidade, potencial, direito à acessibilidade, igualdade de oportunidades e sem preconceito, para a construção de uma comunidade mais inclusiva e solidária.