segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

ADET REALIZA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E ENTRA EM RECESSO DE 16/12/2016 Á 09/01/2017 - AGRADECENDO A COMPREENSÃO DE TODOS!


Aconteceu neste sábado 17/12, a Assembléia Geral Ordinária da ADET - Associação dos Deficientes de Tabira para a prestação de conta do ano 2016 e confraternização.

O presidente Luiz Antonio da Silva (Nem), iniciou a Reunião cumprimentando a todos os presentes e agradecendo pela colaboração e união de mais um ano de luta por políticas publicas para as pessoas com deficiência do nosso município, fez a leitura do balancete financeiro do ano findo e também das atividades realizadas na Entidade e pela Entidade no decorrente ano.

O presidente falou das dificuldades enfrentadas para administrar a Entidade, praticamente sem recursos e disse que na verdade fez o que foi possível, lamentou profundamente a falta de pagamento das subvenções sociais, que a prefeitura não repassou, exatamente á 20 (vinte) meses e disse do trabalho desempenhado diariamente a favor de toda a população do nosso município, seja na Sede Social com empréstimos de equipamentos ortopédicos, orientação, informação dos direitos das pessoas com deficiência através das mídias sociais e também do programa de radio semanal que está no ar há 12 anos.

O presidente ainda solicitou mais empenho dos companheiros da Diretoria no sentido de continuarmos juntos para buscar melhorias para a Associação.

Gostaríamos de registrar a presença de dois ex presidentes da Entidade: Luiz Miguel presidente por 02 mandatos e Heleno Trajano ex presidente e atual Secretário. Ainda se fizeram presentes os seguintes diretores: Daniel Rocha, Maria Aparecida, Luiz Egídio (Escurinho), José Tadeu Quirino, Antonio Vicente, Claudeci Queiroz, Girleide Gomes, Antonio Brito, Maria de Fátima e Absalão Soares (Silon) e ainda tivemos a presença de Eniel Alves (Locutor do Programa de Radio A Voz da ADET) e Voluntário da Associação. Todos os que se fizeram presentes, fizeram o uso da palavra desejando Um Feliz Natal e Um 2017 de muita paz e Saúde.

O presidente encerrou a reunião agradecendo á todos e desejando também Um Feliz Natal e Um Prospero Ano Novo!

No final da Assembléia tivemos uma grande confraternização com almoço, lanches e muita música ao vivo com Daniel Rocha Voz e Violão e declamação de poesias pelo Poeta Claudeci Queiroz. A seguir algumas fotos do evento.

Matéria: Heleno Trajano.

















segunda-feira, 28 de novembro de 2016

ADET - ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA - ANO 2016 (EDITAL DE CONVOCAÇÃO)



ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS DO ANO - 2016
EDITAL DE CONVOCAÇÃO.

Aos Sócios da ADET - Associação dos Deficientes de Tabira,
Membros da Diretoria,
Membros do Conselho Fiscal e Colaboradores,

Prezados (as) Senhores (as), 
O presidente da ADET no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo seu Estatuto Social, tem a grata satisfação de convidar todos para participarem da Assembléia Geral Ordinária, conforme o artigo 21 do capítulo VI do seu Estatuto, a realizar-se em local, data e horário abaixo indicados, em primeira convocação com a presença da maioria dos sócios e em segunda convocação, com qualquer número de sócios presentes, para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:

I - Leitura dos balancetes: Financeiros do Ano - 2016.

II – Leitura das atividades da Entidade do Ano – 2016.

III - Outros Informes da Diretoria.

Local:
Sede Social - Rua Pedro Estevão da Silva S/N, PE 320, Vizinho ao Lar do Idoso - Bairro N. S. dos Remédios -Tabira - PE

Data:
17 de Dezembro de 2016 (Sábado).

Hora: 
Ás 08h30 (manhã)


Atenciosamente,


Luiz Antonio da Silva

Presidente


Por Heleno Trajano

terça-feira, 11 de outubro de 2016

DIA 11 DE OUTUBRO DIA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA FÍSICA.

A ADET registra a comemoração do Dia do Deficiente Físico. Segundo dados do Censo de 2010, o Brasil possui atualmente mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 23,92% da população. Deste total, mais de 13 milhões são deficientes físicos.
No dia 11 de outubro comemoramos o Dia Nacional do Deficiente Físico, essa data foi instituída para promover a conscientização da sociedade e dos nossos dirigentes sobre as ações que devem ser realizadas para garantir a qualidade de vida e a promoção dos direitos dos deficientes físicos.
Ao contrário do peso que a palavra deficiente carrega, podemos notar o quanto as pessoas com deficiência são eficientes.
Muito ainda deve ser feito para garantir a acessibilidade e mobilidade, seja nas calçadas, nos transportes públicos ou em estabelecimentos privados, por isso a importância da revisão das políticas administrativas para assegurar os direitos dos deficientes físicos.
Entretanto, não podemos deixar de ressaltar o exemplo de superação, garra e determinação e o quanto as pessoas com deficiência física vem conquistando notoriedade em todos os setores da sociedade.
A ADET parabeniza cada associado nesta data, pois sabe que cada dia é uma nova conquista.
O impossível só existiu até o dia que inventaram a superação...

11 de outubro é o Dia do Deficiente Físico!

ADET REALIZA REUNIÃO MENSAL ORDINÁRIA



     Aconteceu neste sábado 08/10 mais Reunião Mensal ordinária da Diretoria da ADET, tivemos a presença de 08 (oito) Diretores da Entidade, foram apresentados, discutidos e aprovados vários assuntos referentes á Entidade, o presidente Luiz Antonio da Silva (Nem) mais uma vez falou das dificuldades que A Associação enfrenta, dizendo da necessidade de estarmos juntos para que a Entidade possa atravessar esse momento de dificuldades e que continue na busca por políticas publicas voltadas para as pessoas com deficiência.

     O Presidente Luiz Antonio facultou a palavra á todos (as) que falaram da importância da Entidade para as suas vidas como pessoas com deficiência, todos foram unanimes em dizer que a fundação da Entidade foi de grandíssima importância na vida de cada um, e que a ADET foi e será um divisor de águas na historia de luta das pessoas com deficiência no município.

     Por final um dos diretores contou um pouco da sua historia e da história da Entidade, enfatizando a sua importância para milhares de pessoas do município e região, no combate ao estigma do preconceito e da descriminação das pessoas com deficiência antes e depois da criação da Entidade.    

      Foi sugerido por alguns diretores que seja enviado oficio ao DETRAN, solicitando a doação de um veículo para a Entidade, para que assim se possa prestar um melhor serviço na Associação.

Se fizeram presentes na Reunião os seguintes Diretores;

      Luiz Antonio, Heleno Trajano, Antonio Vicente, Aparecida Benedito, Girleide Gomes, Antonio Brito, Luiz Egídio (escurinho), Absolão Pereira (Silon)...

     O presidente Luiz Antonio no final da reunião agradeceu a presença de todos, justificando a ausência do vice Presidente Anchieta Araujo, por está doente no Recife. Fotos abaixo:




O nosso muito obrigado pela presença de todos!!!

Por Heleno Trajano


sábado, 13 de agosto de 2016

ADET: PREFEITURA DE TABIRA NÃO PAGA SUBVENÇÃO SOCIAL E INVIABILIZA REALIZAÇÃO DE SEMANA ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA 2016


Estando já há 14 meses sem receber subvenção social que deveria ser paga pela Prefeitura, a ADET (Associação dos Deficientes de Tabira) deixará de realizar a Semana Estadual da Pessoa com Deficiência, cuja programação estava prevista para acontecer do dia 21 a 28 de agosto deste ano.

Se por um lado o orçamento estimado para este evento giraria em torno de 4 mil reais, por outro, o valor das subvenções em atraso já supera o valor de quatorze mil; o que seria suficiente para tal realização e para aquisição de equipamentos ortopédicos (que são emprestados, a título de comodato, aos associados da ADET), tais como: muletas, cadeiras do roda, cadeiras higiênicas, etc. Além disso, sendo mantido em dia o pagamento da subvenção, a manutenção da referida entidade será feita regularmente.

É lamentável que um evento tão significativo e motivacional para as pessoas com deficiência seja posto de lado por um real descaso da gestão municipal.

Tabira, 12 de agosto de 2016.

Atenciosamente,

Luiz Antonio da Silva
Presidente da ADET

sexta-feira, 8 de julho de 2016

ADET RECEBE VISITA DA PROMOTORA DE JUSTIÇA DA COMARCA DE TABIRA, Drª. MANOELA POLIANA ELEUTÉRIO.



Nesta sexta feira dia 08/07, a diretoria da ADET teve a grata satisfação de receber em sua Sede Social a visita da Promotora de Justiça da Comarca de Tabira, Drª. Manoela Poliana Eleutério, foram debatidos vários assuntos relativos a Entidade, políticas publicas para as Pessoas Com Deficiência a nível municipal, estadual e também federal.

Os Diretores da Entidade escutaram atentamente as palavras da Promotora, que fez uma ampla explanação sobre os direitos das pessoas com deficiência.

Os Diretores Luiz Antonio (Nem) atual presidente da Entidade, Anchieta Araújo e Heleno Trajano ex-presidentes, fizeram um breve relato da história da Associação desde a sua fundação e sua forma de atuação e atendimento aos associados e população que necessitam dos seus serviços e foram aparteados pelos demais.

O nosso muito obrigado A Promotora de Justiça Drª. Manoela, pela visita á nossa Sede Social.

No final da reunião, O Secretário Heleno Trajano, fez a leitura de um belo soneto do nosso grande poeta Dedé Monteiro.

Se fizeram presentes a esta reunião os seguintes diretores:


Luiz Antonio da Silva, Francisco Anchieta de Araújo Lopes, Heleno Trajano Pereira, Maria do Socorro Oliveira e Silva, Claudeci Queiroz de Carvalho, Antonio Vicente de Souza; Daniel Alexandre Brito Rocha, Luiz Egídio de Moura, Absolão Pereira Soares, Girleide Gomes da Silva e Antonio José Brito Oliveira e a Secretária Heveline Araújo. 




 



 Nosso muito obrigado á todos (as).

Postagem: Heleno Trajano.

SUPERAÇÃO: BAIANO QUE NASCEU COM A CABEÇA PARA TRÁS SE DIZ REALIZADO AO LANÇAR LIVRO

Claudio Vieira de Oliveira, de 40 anos, mais conhecido por Claudinho, um baiano da cidade de Monte Santo, tem uma história de superação emocionante que é contada na sua obra autobiográfica intitulada “O Mundo está ao Contrário”.
O escritor tem uma doença rara chamada Artrogripose Múltipla Congênita (AMC) que, além da cabeça para trás, ainda tem as pernas atrofiadas e os braços colados no peitoral. Claudinho trabalha fazendo palestras motivacionais em todo o país, e sua história de vida repercutiu em jornais nacionais e estrangeiros.
O lançamento nacional do seu livro ocorreu no mês de maio, em São Paulo, mas essa foi a primeira vez que a obra foi apresentada pelo autor em Salvador, de acordo com o G1. O livro ainda será divulgada no centro espírita Mansão do Caminho, também na capital baiana, na quinta-feira (7), às 19h.
“Eternizei a minha história de vida para que isso, de alguma forma, possa servir de inspiração para as outras pessoas”. Assim que baiano nasceu com a cabeça virada para trás, no dia 1º de abril de 1976, o médico chegou a dizer que ele tinha apenas 24 horas de vida.
A mãe de Claudio e outros 5 filhos, Maria José Vieira, que estava ao lado do filho durante o evento de lançamento, afirma que o filho sempre se viu como uma pessoa normal e que nunca reclamou da vida.
“Ele foi criado comigo e com os irmãos. O pai morreu quando ele tinha um ano de idade. Sempre tratamos ele como uma pessoa normal, apesar de todas as dificuldades. Quando ele nasceu, o médico que fez o parto disse que ele não iria sobreviver, porque estava com dificuldade para respirar, mas ele mostrou que é forte e hoje está aqui com toda essa determinação”.
Claudio aprendeu a ler e escrever em casa, depois de pedir à mãe.

Fonte: Notícias ao Minuto

domingo, 19 de junho de 2016

DIRETORIA DA ADET SE REÚNE COM A FISIOTERAPEUTA POLIANA AMARAL



Aconteceu hoje, 18/06/2016 (sábado) uma Importante reunião da Diretoria da Adet Tabira, Associação dos Deficientes de Tabira-PE com a fisioterapeuta Poliana Amaral, para ouvir falar sobre O AVC, popularmente chamado de derrame cerebral, é a sigla para acidente vascular cerebral, o termo médico usado quando uma parte do cérebro sofre infarto, geralmente devido a uma falha na circulação do sangue. O AVC também pode ser chamado de AVE, é foi tão bom que virou uma dinâmica de grupo, pois cada um compartilhou da sua história de vida.

Lá se fizeram presentes os seguintes Diretores:
Luiz Antonio (Nem) presidente da Entidade, o vice-presidente Anchieta Araujo, Luiz Egídio (Escurinho), Silon Soares, Antonio vicente, Antonio Brito, Maria de Fátima, Aparecida Benedito e Girleide Gomes.

Parabéns a diretoria da ADET, pela busca incessante de novos conhecimentos e parcerias para melhor desempenhar o seu papel em busca de política públicas para as Pessoas Com Deficiência, o nosso muito obrigado a Drª. Poliana Amaral (Fisioterapeuta) pela brilhante palestra, pelo acolhimento e explicações tão valiosas para serem aplicadas no nosso dia - a- dia.


Por Antonio Brito

sexta-feira, 17 de junho de 2016

FISIOTERAPIA - TRATAMENTO FISIOTERAPIA PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA


Saiba mais sobre Fisioterapia
coluna vertebral é constituída por 33 vértebras: sete cervicais, doze torácicas, cinco lombares, cinco que juntas formam o osso sacro e quatro que formam o cóccix. São unidas por ligamentos e entre uma e outra há um disco de cartilagem com função de reduzir os impactos.
Em um canal no interior das vértebras está a medula espinhal (formada de tecido nervoso) que liga o cérebro ao restante do corpo. Por ela passam os comandos para todos os movimentos. Quando ocorre trauma na coluna, as vértebras podem ser quebradas, causando assim, lesões na medula espinhal que acabam comprometendo essa comunicação.
paraplegia é gerada pela incapacidade dos sensores e motores dos membros inferiores de exercer suas funções. Na maioria das vezes, as vítimas são jovens. 

Os traumas ocorrem frequentemente por:
- Acidentes de trânsito;
- Mergulhos em águas rasas;
- Quedas de lajes;
- Ferimentos esportivos;
- Ferimentos com arma de fogo;
- Câncer.
- Em alguns casos, a paralisia em ambas as pernas resulta de lesão cerebral.
As áreas do canal da espinha que podem ser afetadas são:
- Torácica;
- Lombar;
- Sacral.

Alguns são reversíveis, outros não, tudo depende do grau da lesão medular.
O paciente fica dependente, na maioria das vezes, de cadeira de rodas (adequada ao biotipo do usuário). A falta de movimento dos membros inferiores ocasiona incontinência urinária e fecal, afeta os sistemas digestivos e/ou respiratórios e outras funções. Sessões de fisioterapia trabalham movimentos abdominais e de membros inferiores para ajudar nessas dificuldades.
E uma boa alimentação, principalmente à base de arroz e pão integral, aveia, vegetais e grãos, também é muito importante.

Fisioterapia Motora é essencial para cadeirantes, devendo ser iniciada já no hospital e continuar no domicílio. Um programa de tratamento que trabalhe o potencial funcional do paciente é aplicado para que o mesmo aprenda a movimentar-se de outras maneiras, conquiste autonomia e reintegre-se à sociedade com o tempo. 
As atividades do programa são basicamente:
- Alimentação independente;
- Deslocamento de peso para evitar feridas de pressão;
- Manter força suficiente nos membros superiores para impulsionar uma cadeira de rodas durante todo o dia;
- Entrar e sair da cadeira;
- Mudar de posição ao se deitar;
- Aprender a ensinar outras pessoas a cuidar dele em casos de doenças ou emergências;
- Posicionar corretamente o corpo para evitar contrações musculares que possam gerar deformidades;
- Trabalhar familiares que possam ajudar no auxílio ao cadeirante.

Depois são aplicados exercícios com bolas, tudo para auxiliar o paciente a ter uma independência e em alguns casos, faz com que o quadro seja revertido total ou
Central da Fisioterapia realiza atendimento em diversos pacientes com deficiências físicas e cadeirantes. Solicite atendimento ou se precisar de mais informações sobre Fisioterapia ou sobre a Central da Fisioterapia, entre em contato conosco. Agende uma pré-avaliação via telefone. Será um prazer atendê-lo! 


Postado por Heleno Trajano.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

A ADET COMPRA MAIS EQUIPAMENTOS...



A ADET – Associação dos Deficientes de Tabira, mais uma vez mostra a sua transparência e respeito com os recursos da Entidade e está prestando Contas da Compra de mais Equipamentos Ortopédicos esta semana, para um melhor atendimento aos seus associados e á população em geral, que eventualmente venham a necessitar dos nossos serviços, desta feita foi realizada a compra de; 08 (OITO) MULETAS AXILARES E DEZ (10) MULETAS CANADENSES.
Os nossos parabéns ao atual presidente Luiz Antonio da Silva (Nem) e a toda Diretoria, pelo seu compromisso com a funcionalidade e praticidade no atendimento da população que faz uso dos serviços da Entidade.
A ADET está no seu 12º ano de fundação, sempre primando pelo bom atendimento e atendendo a todos com o mesmo carinho, respeito e consideração (claro) que dentro das suas possibilidades operacionais, acreditamos que esta Entidade tem feito à diferença no conceito de desempenhar de fato o seu papel no nosso município.
No sexto aniversário da Entidade o Poeta disse:

“São seis anos de luta pela vida”
Que a ADET completa com Vitória,
Construindo Ela própria a sua história
E por isso a ação é garantida.
Essa luta por Deus é construída
Com a ajuda de quem tem coração,
De mãos dadas em busca da Inclusão
Procurando fazer cidadania,
Atendendo aos Irmãos com alegria
Viva a luta da ADET, meu Irmão!

Obrigado Poeta Geneci Cristovão, e dentro da medida do possível, depois de seis anos passados, estamos atendendo aos Irmãos com a mesma alegria e procurando fazer cidadania, como muito bem disse a sua poesia.

Luiz Antonio da Silva – Presidente.

Postado por: Heleno Trajano.

sábado, 11 de junho de 2016

LEI Nº 13.080, DE 2 DE JANEIRO DE 2015. DAS TRANSFERÊNCIAS PARA O SETOR PRIVADO DAS SUBVENÇÕES SOCIAIS



CAPÍTULO IV
DAS TRANSFERÊNCIAS
Seção I
Das Transferências para o Setor Privado
Subseção I
Art. 66.  A transferência de recursos a título de subvenções sociais, nos termos do art. 16 da Lei no 4.320, de 1964, atenderá as entidades privadas sem fins lucrativos que exerçam atividades de natureza continuada nas áreas de assistência social, saúde ou educação, quando tais entidades:
I - sejam constituídas sob a forma de fundações incumbidas regimental e estatutariamente para atuarem na produção de fármacos, medicamentos e insumos estratégicos na área de saúde; ou
II - prestem atendimento direto ao público e tenham certificação de entidade beneficente de assistência social, nos termos da Lei no 12.101, de 27 de novembro de 2009.
Parágrafo único.  A certificação de que trata o inciso II  poderá ser:
I - substituída pelo pedido de renovação da certificação devidamente protocolizado e ainda pendente de análise junto ao órgão competente, nos termos da legislação vigente; ou
II - dispensada, desde que a entidade seja selecionada em processo público de ampla divulgação promovido pelo órgão ou entidade concedente para execução de ações, programas ou serviços em parceria com a administração pública federal, nas seguintes áreas:
a) atenção à saúde dos povos indígenas;
b) atenção às pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de substâncias psicoativas;
c) combate à pobreza extrema;
d) atendimento às pessoas com deficiência; e
e) prevenção, promoção e atenção às pessoas com HIV - Vírus da Imunodeficiência humana, hepatites virais, tuberculose, hanseníase, malária e dengue.


ADET REALIZA A 2ª REUNIÃO MENSAL DE DIRETORIA DA NOVA GESTÃO


Aconteceu neste sábado 11/06 a 2ª Reunião Mensal ordinária da Nova Diretoria da ADET, onde tivemos a presença de 10 (dez) Diretores da Entidade, foram apresentados, discutidos e aprovados vários assuntos referentes á Entidade, o presidente Luiz Antonio da Silva (Nem) fez a abertura da reunião, como sempre pedindo o empenho de todos em busca de melhores dias para a Entidade de Classe.













Aqui reitero as palavras do Poeta Josette Alves sobre a ADET, que disse:

A ADET é uma Entidade
Que, em prol do deficiente,
Vem lutando firmemente
E dando nome à cidade.
Sua história, na verdade,
De paz, amor e união,
Se propaga com razão
De uma forma absoluta.
São Doze anos de luta,
De alegria e de Inclusão.

Se fizeram presentes na Reunião os seguintes Diretores;

Luiz Antonio, Anchieta Araujo, Heleno Trajano, Antonio Vicente, Aparecida Benedito, Maria do Socorro, Valdecir Queiroz, Antonio Brito, Luiz Egídio (escurinho), Absolão Pereira (Silon)...

O vice-presidente Anchieta Araújo no final da reunião agradeceu a presença de todos, Elogiando mais uma vez o esforço de todos para participar das reuniões. Veja as fotos a seguir.













O nosso muito obrigado pela presença de todos!!!

terça-feira, 7 de junho de 2016

PRESIDENTE DA ADET LUIZ ANTONIO (NEM) COMPRA MAIS 10 CADEIRAS DE RODAS COM RECURSOS PRÓPRIOS PARA A ADET


O blog Trajandocidadania está mais uma vez registrando que A ADET - Associação dos Deficientes de Tabira continua o seu brilhante trabalho no nosso município, sempre pensando em melhor atender os seus associados.

Gostaríamos de Parabenizar O seu atual Presidente Luiz Antônio (Nem) e toda Diretoria, que tem Administrado a Entidade com muita responsabilidade E COM RECURSOS PRÓPRIOS ACABA DE COMPRAR MAIS 10 (DEZ) CADEIRAS DE RODAS, O nosso agradecimento á todos os sócios e Parceiros da Entidade.

Veja as fotos abaixo "ADET, 12 ANOS DE LUTA PELA VIDA... COMBATENDO PRECONCEITOS E REVENDO CONCEITOS"


Postado por: Heleno Trajano.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

ADET RECLAMA QUE SECRETÁRIO MUNICIPAL NÃO CUMPRIU PROMESSA DE MANDAR PROJETO DA SUBVENÇÃO PARA A CÂMARA

  
Anchieta Araujo na culturaA ADET (Associação dos Deficientes de Tabira) está na bronca com o Secretário de Administração, Flávio Marques, por não cumprir o que prometeu à presidência da ADET. “Ele garantiu que mandaria o projeto para Câmara dos Vereadores, mandou até a gente mobilizar os deficientes e levar para a sessão”, reclamou à Redação do Radar o vice-presidente Anchieta Araujo.
Como existe toda uma dificuldade de condução dos deficientes, Anchieta disse que teve antes o cuidado de procurar saber, nessa segunda-feira passada, se o projeto da subvenção realmente tinha sido enviado, foi quando foi informado por uma funcionária da Câmara que não haviam recebido nenhum projeto nesse sentido.
Ainda segundo informações do vice Anchieta, ao procurar saber do projeto na Prefeitura de Tabira, teve a informação que o mesmo já havia sido feito pelo Advogado Dudu Morais e desde o dia 13 de janeiro estava pronto.
O secretário Flávio falou que precisava da autorização do setor financeiro para enviar para o Legislativo, foi quando Afonso Amaral disse que podia mandar. A partir daí gerou-se toda a expectativa porque na mesma hora Flávio confirmou que iria enviar o projeto para ser votado já na sessão da segunda, dia 23, o que acabou não acontecendo.

RESILIÊNCIA E A MUDANÇA PARA NÃO SE AFOGAR NA DOR


Se o sofrimento é o intervalo entre duas felicidades, como já dizia o poeta Vinicius de Moraes, estas estão longe de serem fruto de soluções simples. A felicidade é um trabalho de todos os dias, costurado delicadamente, feito de pequenos prazeres como um verdadeiro "artesanato cotidiano", para usar a expressão do psiquiatra francês Boris Cyrulnik, autor da teoria da resiliência. Para ele, a resiliência é a arte de navegar nas enxurradas. Ou, numa versão mais recente do conceito, a volta à vida após um trauma psicológico. 

O especialista aposta na ideia de que felicidade e infelicidade são duas faces de uma mesma moeda. A equação, a um primeiro olhar, parece lógica. "Se uma pessoa vive rodeada de felicidade, isso não a fará feliz. O que gera a felicidade é vencer a infelicidade, ser mais duro do que ela", sentencia. O raciocínio dele é relativamente simples. As dores fazem parte da vida. "Não existe biografia sem feridas", alerta. 

O conceito de resiliência cunhado por Cyrulnik foi importado da física. Ao sofrer um forte impacto ou pressão, no qual passam por deformações, alguns materiais resistem e recuperam a sua forma original. É o caso de uma bola de borracha, por exemplo. Ou de uma vara de salto em altura. Ao aplicar a metáfora ao ser humano, o psiquiatra procurou designar a capacidade de superar traumas e feridas. 

O indivíduo pode, sim, receber o impacto e seguir adiante sem se destruir, em uma atitude de superação. "Somos empurrados a uma enxurrada por uma desgraça da vida: alguns se deixam arrastar e atingir, outros se debatem e, com um pouco de sorte, colocam-se novamente a salvo", afirmou, em entrevista ao El País.

Nesta proposta, a síntese do conceito poderia ser representada pela mola e pelo tricô. A primeira retorna à forma original após qualquer tipo de pressão, choque violento ou deformação elástica, exigindo flexibilidade, elasticidade, criatividade e reconstrução. Já o tricô é a capacidade diária de se construir e reconstruir, milimetricamente, tecendo os recursos mais profundos para superar as adversidades. 

Neste percurso, questões como aceitação da realidade, crença inabalável no sentido da vida e capacidade de improviso são apontadas como fundamentais. Não é uma adaptação às feridas da alma, mas uma necessidade de mudar para não se afogar na dor. Receita para a felicidade? Longe disso. Apenas uma atitude vital positiva para tentar estimular a reparação dos danos sofridos, retomando a vida após a agonia. 

* Precisa conversar? Ligue 141 ou acesse www.cvv.org.br